Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Foi dado um soco na mesa”, diz Guidi sobre a instalação de pedágios

Deputado diz que o sul não pode ser penalizado mais uma vez, com mais praças e preços elevados
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 17/10/2019 - 08:20Atualizado em 17/10/2019 - 08:22
(foto: arquivo 4oito)
(foto: arquivo 4oito)

O deputado federal Ricardo Guidi (PSD) foi outro que saiu satisfeito da reunião com a ANTT. Diferente de outros encontros, incluindo audiências públicas para falar sobre os pedágios, buscando a redução no número de praças ou do preço sugerido, dessa vez aceitaram voltar atrás e aguardar um pouco. Uma reunião com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, definirá o caminho.

“Eu acho que foi uma reunião produtiva com decisões importante, diferente de outras audiências públicas onde havíamos levado a nossa insatisfação e isso não foi levado em conta. Os deputados estiveram unidos, junto com alguns prefeitos e foi dado um soco na mesa, mostrando que a gente não aceita da forma como estava encaminhado”, afirmou.

Segundo Guidi, esse projeto vem desde o Governo Temer, e ele espera que o Governo Bolsonaro seja parceiro do sul catarinense. “A gente não pode ser penalizado novamente dessa forma. É importante ressaltar que esse preço não é o que será cobrado, porque este é o preço máximo do leilão, eles dizem que pode ser 33% mais barato”, citou.
O edital previa a instalação de quatro praças de pedágios, com cobrança entre R$ 3,70 e R$ 3,98 em cada uma delas. Os valores seriam definidos pela vencedora da licitação.