Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Festa clandestina: Estudantes de Medicina fugiram antes que PM chegasse ao local

Policiais abordaram apenas duas pessoas, que confirmaram a realização do evento mas não identificaram os organizadores
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 19/04/2021 - 08:18Atualizado em 19/04/2021 - 08:19

Acadêmicos de Medicina da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) organizaram uma festa clandestina no bairro Morro Estevão, em Criciúma, neste fim de semana. A informação que se tem é de que cerca de 70 pessoas estavam na reunião, mas a grande maioria fugiu antes que a Polícia Militar chegasse ao local.

“Quando as guarnições chegaram ao local, um galpão afastado no Morro Estevão, estavam apenas os resquícios de que havia ocorrido uma festa, mas que foi encerrada. Não foi conseguido confirmar ou flagrar o evento”, disse o comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, Sandi Sartor; “A informação é de que as pessoas correram, mas já não havia mais ninguém no local”, completou.

Segundo Sartor, como o giroflex da viatura da PM é de fácil identificação, teria dado tempo dos estudantes fugirem. No entanto, duas pessoas foram abordadas pelos policiais, confirmando a existência da festa mas não identificando os organizadores.

O assunto continuará sendo tratado pela Polícia Civil, que irá apurar o restante dos fatos. De acordo com o comandante, os dois abordados deverão prestar informações aos demais órgãos. Os organizadores, se identificados, deverão ser multados.

“Tivemos neste fim de semana outras situações [de festas], mas em outros municípios, não do 9º Batalhão. Algumas festas particulares no Rincão, por exemplo. No fim de semana passado, a PM flagrou e interrompeu uma festa em Siderópolis com mais ou menos 80 pessoas”, pontuou o comandante.

A diretoria da Unesc emitiu uma nota na noite deste domingo, 18, comentando o ocorrido. Confira: