Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Família de homem assassinado em Criciúma pede justiça nas redes sociais

Para divulgar o caso, parentes criaram uma hashtag
Vítor Filomeno
Por Vítor Filomeno Criciúma, SC, 17/11/2021 - 16:08Atualizado em 17/11/2021 - 16:08
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Marcelo Botelho Martins foi assassinado na noite do último domingo, 14, em Criciúma. Ele recebeu três tiros de arma de fogo na cabeça enquanto esperava em um ponto de ônibus na rodovia Luiz Rosso. A Polícia Civil já iniciou as investigações e não descarta a hipótese do homicídio ter sido cometido por engano devido ao histórico tranquilo da vítima.

Familiares confirmaram o jeito sossegado de Marcelo. A cunhada dele, Priscila Andreia Silverio, afirmou que "ele era um rapaz que não tinha antecedente criminal nenhum, não tinha nenhuma situação que o envolvesse em riscos, era caseiro e bem família". Para tentar ajudar no caso, os parentes criaram uma hashtag para divulgação nas redes sociais em busca de justiça: #justiçapormarcelobotelhomartins. 

"Estamos, a princípio, aguardando a polícia, até porque não sabemos ainda exatamente o porquê aconteceu isso com meu irmão. Temos suposições apenas e não passam disso, que poderia ter sido assalto ou mesmo engano. Então, achamos melhor confiar no trabalho da polícia. Nas redes sociais, já lançamos campanha com a hashtag #justiçapormarcelobotelhomartins, fazendo apelo para que as autoridades nos deem uma reposta", declarou o irmão Daniel Botelho Martins.

"O que a gente quer é que se alguém viu alguma coisa ou sabe de alguma coisa que fale. É instigar as pessoas a falarem para a gente ter a solução desse caso", complementou a cunhada.