Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ex-ministro Miguel Rossetto detona Bolsonaro e Sérgio Moro

Integrante dos governos do PT, está na região para discutir o futuro do partido
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 13/06/2019 - 09:01Atualizado em 13/06/2019 - 09:10
(fotos: Erik Behenck)
(fotos: Erik Behenck)

O ex-ministro do Trabalho, Secretaria Geral e Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto (PT) está em Criciúma. Integrante dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma Rousseff, ele esteve no Programa Adelor Lessa, onde criticou as posições tomadas pelo Governo Bolsonaro. Rossetto está na região para discutir o futuro do partido.

“Eu conheço há muito tempo a região de Tubarão, Araranguá e Criciúma. Assim que eu chego já conheço os institutos federais, as universidades federais e os agricultores beneficiados pelo Pronaf. Tem gente que diz que as verdades são questão do tempo e esse pessoal da lava jato agiu para impedir que o presidente Lula pudesse concorrer”, disse.

O ex-ministro é contra a reforma da Previdência, o que segundo ele aumentaria a desigualdade social no país e causaria mais exclusão. Pensa que o Brasil precisa voltar a crescer, combatendo a sonegação e aumentando a geração de empregos, imagina que assim riqueza poderá ser gerada.

“As pessoas que votaram não autorizaram o presidente a destruir a Previdência Social. É um sujeito que desmoraliza o Brasil internacionalmente. Tem uma política desastrosa, com 13 milhões de desempregados”, comentou Rossetto em relação ao presidente da República, Jair Bolsonaro. E garantiu: “Estamos cumprindo o nosso papel de oposição e vamos continuar assim”.

Rossetto falou sobre o ministro da Justiça Sérgio Moro. Disse que quando era juiz, trabalhou indevidamente para que Lula não pudesse ser candidato a presidência novamente. Ainda frisou a importância da abertura de novas vagas no mercado de trabalho, possibilitando que as pessoas vivam melhor.