Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Empresários querem apoio para iniciar o Porto Seco

Miri Dagostim cita a geração de empregos, além da melhoria no trânsito
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 04/11/2019 - 07:34Atualizado em 04/11/2019 - 08:48
Foto: Luana Mazzuchello
Foto: Luana Mazzuchello

Durante o Programa Adelor Lessa Especial, com o Projeto Cidades do Sul, direto da Praça Nereu Ramos, uma das pautas levantadas foi a construção do Porto Seco. A obra deverá melhorar o trânsito na região central da cidade, já que caminhões pesados irão para um ambiente único, no bairro São João.

“Nós temos pautas importantes para a nossa cidade, agora estamos com o Porto Seco, que é muito importante para a geração de emprego e renda”, disse o presidente da Câmara, Miri Dagostim (PP). “Lá irá gerar aproximadamente 3 mil empregos. O entorno poderá desenvolver muito, ali no São João, Renascer e Cristo Redentor, é mais uma fatia para a nossa região”, completou.

O proprietário da Setep Construções, José Locks, disse que já foi procurado algumas vezes para fazer a obra de pavimentação. Os empresários buscam apoio dos políticos, da Prefeitura e do Governo do Estado, para que a obra possa sair. Alguns terrenos inclusive já estão vendidos, falta a infraestrutura para chegar até lá com tranquilidade.

“Nós já fizemos vários orçamentos para essa obra, mas os empresários que são próximos daquele empreendimento, sempre lutaram para que a administração pública participasse da despesa do investimento. Infelizmente eles não foram bem sucedidos. Nós já fizemos uma proposta, para a gente financiar, mas queriam um prazo muito longo para pagar”, citou o empresário.