Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Empolgação após a audiência pública sobre o Porto Seco

Para o projeto sair do papel são necessários quase R$ 6 milhões
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 28/10/2019 - 09:22
Foto: Erik Behenck
Foto: Erik Behenck

A audiência pública da última sexta-feira, 25, sobre a construção do Porto Seco, foi avaliada como positiva. São necessários entre R$ 5 e R$ 6 milhões, para a realização da pavimentação de acesso ao bairro São João, facilitando a instalação de empresas naquela região. A construção funcionará como um centro de distribuição.

“Nós precisamos, depois de tanta discussão, da participação inicial do Governo Municipal, que vai alavancar o início e colocar confiança no projeto. Com isso o projeto vai acontecer. Nós saímos de lá com bastante esperança, vamos em busca das condições financeiras para concluir o projeto”, disse o presidente do Setransc, Lorisvaldo Piucco.

A expectativa é de que o Porto Seco gere 1.000 novos empregos. Servirá ainda para retirar caminhões pesados do centro da cidade, que acabam danificando o asfalto e causando lentidão no trânsito. O vereador Ademir Honorato (MDB) acredita que o projeto vai sair do papel.

“O município precisa e quer gerar mais renda. Precisamos disso para as empresas construírem seus galpões, para fazer empresas de outras regiões virem para ali. Assim não vai mais estragar a malha viária dos bairros, os caminhões vão ficar ali. A malha ferroviária passa ali do lado, então são vários modais”, comentou.

Cerca de 50 terrenos estão disponíveis e há espaço para que muitos outros sejam oferecidos naquela região. Piucco pensa que é necessário o apoio da Prefeitura. “A intensão é formar uma comissão e ir até o prefeito, para conquistar o apoio dele. O município enfrenta um momento financeiro que não é dos melhores, nós temos certeza que o projeto vai acontecer”, concluiu.