Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Em meio à pandemia, a angústia dos restaurantes de Criciúma

Empresário da Via Gastronômica vai ao Legislativo contar dificuldades do segmento. Quatro restaurantes já fecharam
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 19/05/2020 - 17:12Atualizado em 19/05/2020 - 17:59
Joster Favero na Câmara / Reprodução
Joster Favero na Câmara / Reprodução

Duramente impactado pela pandemia de Covid-19, o setor de restaurantes está na pauta da Câmara de Criciúma na tarde desta terça-feira, 19. O empresário Joster Favero participa da tribuna livre proposta pelo vereador Zairo Casagrande (PDT).

"Desde 17 de março a gente vive momentos de angústia e agonia", contou. "O principal nicho de Criciúma é o turismo de negócios. Supermercados, cerâmica, confecção que atraem gente até do Exterior. E a gastronomia acompanha", citou. "O nosso segmento é dos que mais atua com a higienização constante", referiu, citando os estabelecimentos agrupados na Via Gastronômica.

Joster contou que "90% dos estabelecimentos não atuavam com delivery. E precisamos mudar tudo repentinamente". "Hoje está se configurando a tônica do pós-Covid, as pessoas enclausuradas e com medo de retornar aos nossos estabelecimentos. Vamos precisar de um apoio posterior à crise", reforçou. Ele apontou que a categoria entende que não retoma 80% do que faturava até o fim do ano. "Pois além do desemprego terá o medo da população. Nossa angústia é manter nossos CNPJs abertos, e as famílias que dependem de nós", frisou. "Eu tenho cinco famílias no meu estabelecimento que felizmente eu consegui manter, mas elas dependem do nosso faturamento", registrou.

O empresário lembrou que quatro estabelecimentos fecharam as portas em Criciúma nas duas últimas semanas. "E geraram uma massa de desempregados", referiu. "A gente não esperava mais nada além de sobreviver neste ano", pontuou o empresário.

Acompanhe ao vivo clicando no vídeo abaixo: