Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Em comemoração aos 43 anos, administração da rodoviária projeta melhorias

Balanço dos primeiros nove meses de administração privada é de lucratividade está abaixo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 18/09/2019 - 17:52
Foto: Heitor Araujo
Foto: Heitor Araujo

Em 43 anos de existência, uma comemoração inédita na rodoviária de Criciúma. Em celebração ao aniversário, a administração ofereceu bolo e salgadinhos para os passageiros que aguardavam o ônibus ou desembarcavam na cidade.

A 'festa de aniversário' faz parte de um pacote de medidas que vêm sendo implementadas na rodoviária desde janeiro, quando a administração passou para a iniciativa privada. Marcelo Fernandes, gerente de operações, fez um balanço desses nove meses de administração.

"Esse evento de hoje mostra um ambiente tranquilo, familiar, que a gente não tinha antes. Nosso objetivo, nesses nove meses, foi de dar segurança, com vigias trabalhando 24 horas, limpeza e tranquilidade aos nossos usuários", explanou Marcelo.

Para o futuro, a administração planeja uma reforma estrutural completa de ampliação do espaço. A intenção é transformar o local em um grande centro comercial. "Nossos arquitetos e egenheiros já trabalham em um projeto. Queremos ampliar os espaços internos e externos, criando um ambiente moderno", indicou o gerente.

Atualmente, seis mil pessoas passam diariamente pela rodoviária. A avaliação é de que a arrecadação ainda está abaixo da capacidade. "Estamos em um trabalho de mudar a imagem da rodoviária, esse é o caminho para atingir o patamar de lucratividade que estamos buscando. Hoje estamos investindo para ela se tornar agradável para as pessoas", afirma Marcelo.

Das 21 salas atuais, 13 estão ocupadas. O novo projeto, que ainda está em avaliação pela prefeitura, trabalha em uma repaginação visual externa, criação de novas salas, reformas no banheiro, dentre outras melhorias. "Nosso objetivo é trazer um mix, farmácias, lan-houses, comércio de varejos. Atrativos para que a pessoa não venha buscar apenas a passagem", finaliza Marcelo.