Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Dia dos Pais: Horário estendido no comércio de Criciúma

Lojas de Criciúma estarão com as portas abertas até as 17h
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 04/08/2020 - 17:11Atualizado em 04/08/2020 - 17:12
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os lojistas de Criciúma estão otimistas com as vendas para o Dia dos Pais, considerada a quarta melhor data para o comércio. 

Para atender os clientes, as lojas estarão abertas um dia antes, no Sábado Mais. “É importante para ter oportunidade comprar o presente para o seu pai em um horário diluído, onde vai ter o dia todo para efetuar esta compra. Mais do que nunca, no horário estendido, os lojistas conseguem dar uma melhor atenção ao consumidor. Estamos vendo, o impacto negativo da Covid-19, a renda familiar diminuiu, o desemprego. As pessoas estão se organizando nas suas contas”, comentou a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Criciúma, Andréa Salvalaggio, ao Programa 60 Minutos, da Rádio Som Maior.

Andréa falou ainda que conforme pesquisa da FCDL, as vendas cairão em torno de 8%. “O Dia das Mães é a nossa segunda melhor data e já caiu um pouco, pelo o que olhamos, esta queda poderia ter sido até mesmo maior”, disse.

A presidente da CDL citou ainda as dificuldades em superar os problemas gerados pela pandemia. “No começo estávamos trabalhando como que de manhã para a tarde, porque tivemos que remodelar as estratégias, agora já começamos a pensar em algo mais a longo prazo, com o crescimento do número de casos, isso recuou de novo. O nosso lojista não pode ter ônus. Não podemos fazer com que ele tenha custos. Precisamos mostrar para o lojista o que ele pode fazer, treinamentos, estamos nesta linha. Estamos tentando que ele tenha uma melhor opção para o trabalho dele. Estamos com várias frentes, tentando uma promoção para o fim do ano. Precisamos ver se o lojista vai conseguir comportar esta demanda e se o consumidor vai aceitar”, salientou.

Com relação aos protocolos de enfrentamento à Covid-19, Adréa disse que os comerciantes tem cumprido as exigências. “Os lojistas estaço cumprindo porque não querem o seu negócio fechado. Está havendo uma conscientização. Não pode fechar de novo porque pode não conseguir abrir de novo. Estão se empenhando e cumprindo as exigências”, pontuou.  

Pesquisa mostra intenção de compra na data

Pesquisa realizada pela Fecomércio/SC mostrou que a média de consumo dos catarinenses neste Dia dos Pais será de R$ 157,17, ou seja, 0,5% maior do que o levantado pela mesma pesquisa em 2019, que havia sido de R$ 156,39. Esse gasto se refere a todo gasto que o consumidor pretende realizar com compras e serviços na data.

A estabilidade relativa, porém, deve ser entendida no atual contexto de redução do consumo de serviços, assim como é possível constatar uma tendência de alta relacionada a valores discrepantes informados por faixas de renda maiores. Este dado também não permite realizar inferências sobre o volume de vendas, que tem sido o indicador mais afetado desde o início da crise. 

Já em relação à intenção na forma de pagamento das compras, a maioria dos consumidores estaduais tem como objetivo pagá-las à vista, o que representa 82,5% dos entrevistados, número ligeiramente superior ao informado em 2019 (79,6%).

Houve, porém, uma alteração substancial nas proporções das formas de pagamento à vista, com redução significativa do uso de dinheiro (47,8%) e aumento proporcional do cartão de débito (18,6%) e crédito (16,1%). A intenção de uso do parcelamento reduziu especialmente no que se refere ao uso de crediários (0,9%), variando menos em relação ao uso de parcelamento no cartão de crédito (14,0%).