Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Deputada destaca aposentadorias de mineradores de carvão

Manutenção dos benefícios foi assunto na Alesc com a deputada Ada de Luca
Por Redação Florianópolis, SC, 28/08/2019 - 17:34Atualizado em 28/08/2019 - 18:08
Divulgação
Divulgação

A deputada estadual Ada de Luca (MDB) destacou a manutenção da aposentadoria especial dos mineradores de carvão. De acordo com a deputada, a reforma da previdência previa que os mineradores se aposentassem depois de 35 anos trabalhando em mina de carvão, o que era inviável.

"Um trabalhador de mina se expõe a ambientes restritos, sujeito a calor e umidade excessivos, poeira, ruídos e vibrações. Sendo muito alto o risco de acidentes e de doenças, especialmente respiratórias. E como esse cidadão teria condições de trabalhar 35 anos para se aposentar?", disse a deputada em seu pronunciamento, que parabenizou "independente de partido político", o senador Espiridião Amin e o deputado federal Daniel Freitas, que lutaram pelos mineradores; w o relator da reforma, senador Tasso Jereissati, que manteve a aposentadoria especial aos mineradores de profundidade.  

Os mineiros poderão se aposentar após 15 anos de trabalho em minas subterrâneas, caso trabalhem em frente de produção, 20 anos em mina subterrânea, afastados da frente de produção, e 25 anos em minas de superfície. "Ganham os trabalhadores e ganha Santa Catarina que mais uma vez cuida de seu povo", concluiu.