Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

De Zé Dassilva a Maurício de Sousa e Pelé, as homenagens a Maradona

Morte do craque argentino mexeu até com a tabela da Libertadores. Inter x Boca não será mais nesta quarta
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 25/11/2020 - 15:50Atualizado em 25/11/2020 - 16:06
A charge de Zé Dassilva para Maradona / Facebook / Reprodução
A charge de Zé Dassilva para Maradona / Facebook / Reprodução

A morte de Diego Armando Maradona, anunciada nesta quarta-feira, 25, tem repercussão internacional. O craque brasileiro Pelé, com quem Maradona sempre rivalizou pela alcunha de "melhor do mundo", postou uma homenagem em suas redes sociais. "Que notícia triste. Eu perdi um grande amigo e o mundo perdeu uma lenda. Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares. Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu", postou Pelé.

Twitter / Reprodução

O chargista criciumense Zé Dassilva, roteirista da Rede Globo, postou nas redes uma charge em homenagem ao saudoso craque. Nela, a lembrança de "la mano de Dios". Foi assim que Maradona justificou o gol de mão que marcou contra a Inglaterra nas quartas de final da Copa do Mundo de 1986, no México. “Lo marqué un poco con la cabeza y un poco con la mano de Dios", disse Maradona, após aquela histórica partida, que embalou os argentinos rumo à conquista daquela Copa, a única taça mundial erguida por Maradona, que perdeu a final de 1990, na Itália, para a Alemanha Ocidental.

O artista brasileiro Maurício de Sousa também fez uso da sua arte, desenhando um Maradona alegre dominando a bola, como tanto fez nos gramados.

Divulgação

A Conmebol gerou polêmica. Postou, em sua rede social, que Maradona foi o melhor jogador de futebol da história.

Twitter / Reprodução

A solidariedade à morte do antigo craque ganha também os gramados. O Boca Juniors, que enfrentaria o Internacional na noite desta quarta, em Porto Alegre, em jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, pediu o adiamento da partida, e conseguiu. Os jogos, conforme a Conmebol, serão disputados nos dias 2 e 6 de dezembro.

Diego Armando Maradona nasceu em Lanús, no dia 30 de outubro de 1960. Na sua carreira de jogador, iniciada em 1976, defendeu Argentinos Juniors, Boca Juniors, Barcelona, Napoli, Sevilla, Newells Old Boys e encerrou a carreira no Boca, em 2001. Teve algumas experiências como treinador, a principal delas entre 2008 e 2010 no comando da seleção da Argentina.