Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Criminalidade recua e polícia permanece intensa na fiscalização de indústrias e comércio

Registro de boletins de ocorrência diminuiu em todo o estado; avaliação de delegado é de que decreto está sendo cumprido nas empresas e lojas
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 25/03/2020 - 11:54Atualizado em 25/03/2020 - 11:57
Foto: Arquivo / Divulgação
Foto: Arquivo / Divulgação

Centenas de denúncias sobre irregularidades no funcionamento de comércios e indústrias chegaram até a Polícia Civil da regional de Criciúma, nesta primeira semana fechada de decreto estadual suspendendo a atividade comercial e restringindo a industrial. No entanto, segundo o delegado Vitor Bianco Júnior, com exceção de dois casos na sexta-feira passada, não foram encontradas situações ilegais nas ações de fiscalização. Com o isolamento social, diminuiu o número de boletins de ocorrência de crimes nos municípios. 

"Entramos em contato com a representatividade empresarial para que pedissem que o decreto fosse cumprido. É um momento de união, todos no combate a essa epidemia. Tenho dito que se os empresários não reduzirem agora 50%, com a pandemia aumentando, teriam que suspender totalmente", afirmou o delegado.

A Civil trabalha em dois turnos de fiscalização: durante a tarde, das 13h às 17h acompanhando o comboio multi-institucional de Criciúma, e à noite, das 19h às 22h. Dos 154 agentes da polícia, 132 permanecem na linha de frente. Trabalham em casa emergencialmente aqueles que apresentação situação de risco pessoal - convívio caseiro com idosos ou problemas de saúde, por exemplo. 

"Nós recebemos inúmeras denúncias. Vamos até os locais onde há essas denúncias, é dessa forma que a gente está agindo. Estivemos em um hotel, porque teve denúncia de que estavam fazendo novas hospedagens e chegando lá a informação não se concretizou. A demanda tem sido muito grande", esclareceu Vitor Bianco. 

Investigações que começaram anteriormente ao decreto estadual de isolamento social permanecem em curso. "Durante o trabalho de orientação e fiscalização ao Covid-19, foram feitos alguns trabalhos. Teve prisão em flagrante decorrente de uma investigação, algo que já estávamos com a situação encaminhada. Teve recuperação de produtos de roubo e essa semana teve recuperação de telefones celulares de valor expressivo. Não deixamos de fazer os nossos trabalhos durante todo esse processo de fiscalização. Tendo a possibilidade de fazer o trabalho investigativo e que a gente tenha condição de realizá-lo, estamos fazendo sim". alertou o delegado.

"Com relação â criminalidade, informalmente conversando com o pessoal da região de plantão e de delegados, houve uma diminuição. Grande redução de registro de boletins de ocorrências, inclusive na delegacia virtual. Isso passa pra nós que a população realmente entendeu a necessidade de permanecer em casa, inclusive aqueles que tinham intenção de praticar algum crime.", concluiu. 

Tags: coronavírus