Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

CriciúmaPrev: Presidente da CPI não entende a falta de pagamentos

Secretário da Fazenda disse que o município tinha recursos e adotou uma estratégia
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 23/05/2019 - 10:33
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Na quarta-feira (22), durante depoimento para a comissão especial do CriciúmaPrev, o secretário municipal da Fazenda, Celito Cardoso, disse que havia dinheiro para a realização dos pagamentos da dívida. Nesta quinta-feira (23), o presidente da comissão, vereador Júlio Kaminski (PSDB) deu detalhes sobre a prática que está sendo apurada.

“Eu não lembro de nenhuma norma jurídica que permita deixar de realizar pagamentos por conta de uma estratégia. Eu confesso que não lembro de uma legislação que permita atos da Administração Pública que sejam tomados sem uma lei”, comentou. Kaminski é advogado e ressaltou a importância de haver lei que permita a tomada de decisões deste nível.

Por outro lado, todas as parcelas do CriciúmaPrev estão sendo pagas, serão R$ 40 milhões em 2019. Kaminski falou sobre os próximos passos da CPI. “Essa auditoria certamente irá apontar a presença ou não de irregularidades. Lá por setembro devemos concluir os nossos trabalhos”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra: