Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Criciúma e Juventude terminam empatados na estreia da Série A

Primeira rodada do Brasileirão termina em 1 a 1

Por Giovana Bordignon Criciúma, SC, 13/04/2024 - 20:35 Atualizado em 13/04/2024 - 20:42
Foto: Celso da Luz/Criciúma E.C.
Foto: Celso da Luz/Criciúma E.C.

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Em jogada difícil e equilibrada, Criciúma e Juventude iniciaram o Brasileirão com empate. O jogo deste sábado (13), no Heriberto Hülse, encerrou em 1 a 1. A estreia do Tigre na Série A foi marcada por uma disputa acirrada. Os gols da partida foram de Renato Kayzer, no primeiro tempo, e Jean Carlos, no segundo.

Leia mais:

Primeiro tempo

A partida iniciou movimentada no Heriberto Hülse. Como de costume, o Criciúma começou atacando, mas não recebeu abertura do adversário. O Juventude, igualmente, atacou sem dar moleza para o Tigre. A rede balançou pela primeira vez apenas aos 35 minutos do primeiro tempo com Renato Kayzer. 

Na jogada, Marcelo Hermes foi lançado na grande área e tocou de cabeça para o meio. Renato Kayzer dominou, girou e finalizou para o fundo da rede. O atacante é dono do primeiro gol do Criciúma na Série A do Brasileiro. 

Antes disso, o Criciúma quase deu sorte de um pênalti. Eder foi derrubado na grande área, resultando em um lance tumultuado em que Zé Marcos cabeceou contra o próprio gol ao tentar afastar a bola, ocasionando a queda do atacante do Tigre. Como consequência, Zé Marcos recebeu um cartão amarelo, e o árbitro assinalou pênalti para o Criciúma. 

Após análise do VAR, a posição de Eder foi considerada impedida. O cartão e o pênalti foram cancelados. O jogo ficou parado por cerca de sete minutos. 

O jogador Jean Carlos, vestindo a camisa 20 do Juventude, se envolveu em uma discussão com Rodrigo, que resultou em sua punição com cartão amarelo aos 51 minutos do primeiro tempo. 

Segundo tempo 

O Criciúma começou bem o segundo tempo, mantendo a defesa atenta para segurar o Juventude. A torcida vibrou com a entrada de Yannick Bolasie, que substituiu Eder. A primeira cabeçada do atacante levantou a arquibancada. 

Cansado, o Tigre tentou manter a disposição para o segundo tempo, mas aos 18 minutos, o Juventude igualou a partida. Em uma jogada individual, Jean Carlos cortou para o meio e, de fora da área, desferiu um chute potente no canto, empatando o placar no Majestoso.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito