Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
140 Motivos

Cp 46: As antigas olarias criciumenses

POR Archimedes Naspolini Filho Criciúma, SC, 25/11/2019 - 07:34

Só 140 motivos? Não, não! Há muito mais do que apenas 140 motivos para amar este orgulho de cidade!

Amo Criciúma, por exemplo, pelas suas inúmeras olarias que, como sabemos, são as fábricas de tijolos e telhas de barro. Não as temos, mais. Mas já as tivemos. E muitas. Tantas que o Bairro tomou o seu nome: Bairro Olaria, mais tarde rebatizado de São Luiz. Elas começavam logo no topo da colina do Joaquim Ramos e se estendiam até a colina que desce para o Morro Estevão. Chaminés em profusão. Fumaça de cor cinza que, dependendo do rumo do vento, cobria a cidade. Muita mão de obra absorvida na feitura empírica daqueles tijolos e telhas. Tudo rudimentar. Geralmente num galpão de um pé direito não superior a dois metros, ambiente escuro, úmido, insalubre, mas eram as nossas fábricas de matéria prima à construção civil que começava a ser vista aqui e ali. Desapareceram, todas. Nem o nome foi preservado. Nem o time de futebol de tantas aguerridas disputas na várzea citadina. Foram-se, as nossas olarias. Mas deixaram uma bela história. História que nos fazem amar ainda mais esta fantástica cidade!

Amanhã publicarei outras razões que me levam a amar este orgulho de cidade que, dia 6 de janeiro, completará 140 anos de existência.