Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Covid-19: O caso suspeito de Bolsonaro, a apreensão em SC

Deputados, senadores e outras lideranças se encontraram com o presidente no sábado, em sua visita ao estado catarinense
Vitor Netto
Por Vitor Netto Florianópolis, SC, 07/07/2020 - 11:13Atualizado em 07/07/2020 - 11:37
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O presidente da República Jair Bolsonaro apresentou ontem, segunda-feira, 6, sintomas suspeitos da Covid-19. Desde então, o presidente cancelou sua agenda, realizou novos exames para detectar a doença e aguarda o resultado do teste. A informação da suspeita de o presidente estar com coronavírus gerou tensão em políticos e lideranças estaduais catarinenses, já que no último sábado, 4, Bolsonaro esteve em Santa Catarina para vistoriar os estragos do ciclone Bomba, onde na ocasião se reuniu com essas lideranças. 

De acordo com o jornalista Marcelo Lula, do blog SC em Pauta, há imagens em que o presidente aparece apertando a mão do senador Esperidião Amin (Progressistas) e da vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido). O senador Jorginho Mello (PL) também esteve no helicóptero com o presidente e  na viagem de volta à Brasília no avião presidencial. No mesmo avião também aproveitou a carona a deputada federal Caroline de Toni (PSL). 

Conforme Lula, os deputados Daniel Freitas (PSL) e Rogério Peninha (MDB) e até mesmo o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), estão atentos, já que também se encontraram com o presidente. 

Bolsonaro não se sentiu bem ontem ao final da tarde, quando apresentava 38ºC de febre e 96% de taxa de oxigenação no sangue. Após a conversa com o reitor da Unoesc, Aristides Cimadon, que é um possível indicado ao cargo de ministro da Educação, Bolsonaro realizou um novo teste que deve sair ainda na manhã desta terça-feira, 7. 

A informação de hoje pela manhã é de que o presidente está estável, não apresenta sintomas e nem febre.