Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Coronavírus: Alesc tomará medidas preventivas dentro do parlamento

Orientações vão desde a redução de autorizados a entrar na Assembleia até a suspensão de alguns eventos
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Florianópolis - SC, 13/03/2020 - 08:59Atualizado em 13/03/2020 - 09:00
Foto: divulgação
Foto: divulgação

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) anunciará nesta sexta-feira, 13, um documento com uma série de medidas preventivas para evitar a contaminação do Coronavírus em eventos do parlamento. As orientações vão desde a redução de autorizados a entrar na Assembleia, até a suspensão de alguns eventos.

A partir de hoje, até o momento em que se normalize a situação, apenas parlamentares, servidores da casa, terceirizados, profissionais da imprensa, assessores de entidades e órgãos públicos, representantes de instituições de âmbito nacional e estagiários de programas vinculados à Alesc estarão autorizados a entrar no local - desde que apresentem os seus crachás.

Eventos coletivos que não sejam diretamente relacionado aos trabalhos do plenário ou comissões também estão proibidos de serem realizados na Alesc, assim como eventos externos patrocinados pelo parlamento - como sessões solenes, frentes parlamentares, audiências públicas dentre outros.

Os deputados estão proibidos de viajar em missão para locais listados pelo Ministério da Saúde (MS) em que há casos de coronavírus. Além disso, o documento informará que parlamentares e servidores que tivera, contato com locais onde houve a infecção pelo vírus serão afastados pelo prazo de 14 dias. “Estes terão que comunicar imediatamente a presidência da Alesc, quando for o caso de algum deputado, e a chefia imediata se for algum servidor”, pontuou o jornalista Marcelo Lula. Aqueles que forem afastados devem seguir com suas atividades através do tele-trabalho, e não poderão deixar suas residências enquanto durar o afastamento.

Lideranças que aguardam pelo exame de confirmação

Algumas lideranças políticas estaduais aguardam por um exame de confirmação, negativo ou positivo, do coronavírus. O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Mario de Aguiar, foi uma das lideranças que viajaram com o presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos e, por isso, foi orientado a fazer o exame - que fica pronto ainda amanhã. 

Enquanto aguarda pelo exame, ele se isola em um apartamento em Florianópolis. Além disso, todo o andar em que Mario atuou em trabalho na Fiesc também estará suspenso, até que saia o resultado.

O deputado estadual Fabiano da Luz (PT) esteve com o presidente da Fiesc ainda ontem de manhã, antes dele ser alertado a respeito do coronavírus. “Fabiano soube da informação e tomou a decisão de ficar em casa e esperar do resultado do exame do presidente para depois retomar as suas atividades”, destacou Marcelo Lula.

O senador Jorginho Mello também está em Brasília aguardando pelo resultado, que deve sair entre hoje e amanhã. Apesar disso, ele não apresenta nenhum sintoma em relação ao vírus. Daniel Freitas (PSL), que também viajou aos EUA, também espera pelos exames,