Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Comissão irá investigar denúncia contra prefeito e secretário em Treviso

Vereadores vão apurar irregularidades citadas formalmente por assessor parlamentar
Por Redação Treviso, SC, 09/10/2019 - 13:17Atualizado em 09/10/2019 - 13:19
Divulgação
Divulgação

Por unanimidade, os vereadores aprovaram a criação de uma Comissão Especial de Inquérito para investigar a denúncia contra o prefeito de Treviso, Jaimir Comin (PP), e o secretário de Esporte, Valmir Massiroli. A comissão será formada em Sessão Extraordinária, nesta quinta-feira, 10. O vereador Luciano Miotelli (MDB) ocupará o cargo de presidente. A investigação será realizada por 30 dias, podendo ser prorrogada por igual período.

“Quero deixar a todo cidadão trevisano a minha imparcialidade com relação aos fatos. Isso é um comprometimento e me doarei ao máximo para efetuar o trabalho da forma que tem que ser“, disse o edil Luciano Miotelli (MDB).

O requerimento solicitando a criação da comissão foi apresentado pelos vereadores José Bonomi (MDB), Luciano Miotelli (MDB) e Reginaldo Rizzati (MDB).

Sobre a denúncia

No dia 24 de setembro, o assessor parlamentar do Legislativo, Dalto Venâncio protocolou na Câmara Municipal uma denúncia contra o prefeito de Treviso, Jaimir Comin (PP), e secretário de Esporte, Valmir Massiroli. Segundo Venâncio, os denunciados infringiram a Lei Federal nº 8.666/93, referente as licitações do município.

Confira também - Prefeito e secretário são denunciados por processo de licitação

Vereadores falam sobre eleição do Conselho Tutelar

Os vereadores subiram à tribuna para parabenizar as novas conselheiras tutelares do município. Cinco mulheres foram eleitas do último domingo, 6. Os edis também homenagearam as demais candidatas que concorrem ao cargo.

“O conselho faz um ótimo trabalho aqui no município “, comentou o presidente da Casa, vereador Sidnei Viola (PP).

Suplente assume cadeira no Legislativo

O suplente de vereador, Ângelo Tasca (PP) irá ocupar por 90 dias uma cadeira na Casa. O edil assume o cargo do parlamentar Jhonatan Kurtz (PSB), afastado por motivos particulares. “Estou aqui para fazer um grande trabalho”, disse Tasca.

Durante o Horário Político, o parlamentar falou sobre o Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul (Cirsures). Segundo o parlamentar, é mais econômico para o município asfaltar a Área Industrial João Sonego por meio do consórcio.

Orçamento para 2020 é aprovado

A Câmara Municipal aprovou o projeto de Leiº 038/2019, que prevê as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária para 2020. A proposição foi aprovada com uma emenda supressiva e uma modificativa apresentada por todos os parlamentares.

Durante a discussão do projeto, os vereadores solicitaram que o orçamento para o próximo ano seja executado com responsabilidade.

“Que essa Lei seja aprovada com as emendas, mas com o intuito de ajudar o município a executar o que está na Lei Orçamentária para que a população não fique desprovida de serviços essenciais”, concluiu a vereadora Crisleide Cimolim (MDB).

Recentemente, o Legislativo rejeitou cinco projetos de lei do executivo que previam a abertura de crédito adicional suplementar para a dotação orçamentária, no valor de R$ 7,7 milhões. O vereador Luciano Miotelli (MDB), falou sobre o orçamento deste ano.

“A Lei de Responsabilidade Fiscal diz que o prefeito pode gastar 54% com folha de pagamento. Infelizmente, se ele gastou os R$ 13,5 milhões em oito meses, não é culpa dessa Casa que os servidores ficaram sem salário”.

Vereador fala sobre falta de ambulância

O vereador Reginaldo Rizzati (MDB) está preocupado com a saúde do município.  Segundo o parlamentar, a única ambulância da Unidade de Saúde está há um mês em uma oficina. O edil irá procurar a secretária de Saúde para cobrar esclarecimentos.

Empresários procuram melhorias para a Área Industrial

Após a Sessão Ordinária, uma reunião foi realizada entre o Legislativo e a Associação Empresarial de Treviso (Aetre). Durante o encontro, o presidente da Aetre, Nelson Comin apresentou as reinvindicações para a Área Industrial João Sonego.

Para o presidente, o local precisa de melhorias na iluminação, saneamento básico e necessita ser asfaltado. “A área está crescendo sem planejamento”, afirmou.

O Executivo foi representado pelo engenheiro civil, Giovani Piacentini. Os pedidos dos empresários serão encaminhados ao prefeito, Jaimir Comin (PP).