Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Comandante no último título do Tigre, Vadão morre em São Paulo

Oswaldo Alvarez faleceu em decorrência de um câncer
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin São Paulo, SP, 25/05/2020 - 14:27Atualizado em 25/05/2020 - 15:30
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Técnico do último título do Criciúma - o Campeonato Catarinense de 2013 -, Oswaldo Alvarez, o Vadão morreu nesta segunda-feira, 25 em decorrências a um câncer no fígado. O corpo dele será levado para a cidade de Monte Azul Paulista, no interior de São Paulo, ainda nesta tarde, para as despedidas.

O treinador foi diagnosticado com a doença em dezembro de 2019, quando estava fazendo exames de rotina. Desde então, vinha realizando tratamento, mas teve que ser internado no hospital Albert Einstein no último dia 12. No entanto, o quadro de Vadão já era considerado grave e ele acabou não resistindo ao tratamento via quimioterapia e radioterapia.

Oswaldo Alvarez, 63 anos, deixa a esposa Ana Alvarez e dois filhos, Adriano e Carolina. O velório e sepultamento - restrito aos familiares por conta da pandemia do novo coronavírus - acontecerão em Monte Azul Paulista.

Luto no Criciúma

O Criciúma decreto luto oficial no clube pela morte do treinador. O bandeirão ficará a meio mastro no pátio do Estádio Heriberto Hülse por três dias.

Abaixo, a nota divulgada:

O Criciúma lamenta profundamente o falecimento do técnico Oswaldo Fumeiro Alvarez, o Vadão, de 63 anos. Ele foi o comandante do Tigre na conquista do Campeonato Catarinense de 2013 e em seu último trabalho esteve à frente da Seleção Brasileira feminina, quando dirigiu a equipe na Copa do Mundo de 2019.

 

O clube presta condolências aos amigos e familiares de Vadão e decreta luto de três dias. O bandeirão do Estádio Heriberto Hülse ficará a meio mastro neste período.

No último dia 19 foram comemorados os sete anos da taça do Estadual que Vadão ganhou pelo Criciúma.

História no Tigre

No comando do Carvoeiro, Vadão conquistou o título do Campeonato Catarinense de 2013. No total, sua passagem pelo Heriberto Hülse somou 36 jogos, 13 vitórias, 10 empates e 13 derrotas. Confira a estatística completa de Vadão no Criciúma no Meu Time na Rede.

O técnico nasceu no dia 21 de agosto de 1956, na cidade de Monte Azul Paulista e começou sua carreira como meia-esquerda nas categorias de base do Guarani e rodou por clubes como Noroeste, Catanduvense e Botafogo-SP.  Se formou em Educação Física e acabou

O técnico ainda comandou Guarani, XV de Piracicaba, Athetico-PR, Corinthians, São Paulo, Ponte Preta, Bahia, Goiás, Sport, entre outros. Ele foi campeão do Torneio Rio São Paulo em 2001 pelo São Paulo com um time jovem e que tinha como destaque o meia Kaká. Foi vice-campeão brasileiro da Série B em 2009 e vice do Paulista pelo Guarani em 2012. Teve cinco passagens pelo Brinco de Ouro. 

Seu último trabalho foi na seleção brasileira feminina. Deixou o comando em meados do ano passado após a Copa do Mundo na França. Em suas duas passagens, Vadão conquistou duas Copas Américas (2014 e 2018), a medalha de ouro nos jogos Pan-Americanos de 2015, dois Torneios Internacionais, além de um quarto lugar nos Jogos Olímpicos do Brasil em 2016.