Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Com o movimento abaixo do esperado, rota Jaguaruna - Porto Alegre não deve continuar

Expectativa da administração do aeroporto
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Jaguaruna - SC, 14/01/2020 - 08:46Atualizado em 14/01/2020 - 08:47
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Não bombou o voo entre Jaguaruna e Porto Alegre, que passou por um período experimental de 21 de dezembro e 13 de janeiro. De acordo com o diretor comercial da RDL Aeroportos, André Constanzo, que administra o aeroporto de Jaguaruna, o movimento foi abaixo do esperado e a tendência é de que a Azul não fixe a rota.

"A companhia não deu uma posição oficial ainda, mas era uma experiência que eles fariam e teve muito pouca procura. Acredito que este vôo não seja efetivado. Nós tínhamos a ideia de que teria movimento, não tão alto quanto o que a gente tem nos vôos pra São Paulo, que tem uma taxa de ocupação acima da média nacional. Pensávamos que teria uma procura, pela solicitação dos passageiros, que queriam destinos diferentes e falava-se muito em Porto Alegre", alegou Constanzo.

A tendência de que a rota não se efetive, no entanto, não diminui a luta da administração para ampliar os voos em Jaguaruna. Atualmente, os voos para São Paulo pousam no aeroporto de Viracopos, em Campinas, e em Congonhas. A ideia é criar um novo itinerário para Guarulhos, aeroporto que serve tanto para conexões nacionais como internacionais. De acordo com André, a Latam e a Gol já demonstraram interesse na rota.

"Estamos na batalha para ter o vôo para Guarulhos. Já era pra ter sido concretizado no ano passado, mas devido a questão do subsídio do combustível, as companhias precisavam dar uma contrapartida", explicou.

Em relação ao movimento de passageiros total no aeroporto, André avalia o ano de 2019 como positivo. "Todos os meses houve uma média de 10% de crescimento do número de passageiros no terminal. Única época que teve decréscimo foi nos meses que teve o problema de pouso com o voo da Latam (decorrente da situação com o Corpo de Bombeiros, que segundo André, está solucionada)".

O período de instabilidade com os voos da Latam, que foram de março até maio, fez com que o número total de passageiros caísse em 2019, apesar de ter apresentado aumento em oito meses, se comparado com 2018. De acordo com uma tabela publicada no jornal Tribuna de Notícias, em maio foi a situação mais conturbada: foram pouco mais de 5 mil passageiros em 2019, enquanto em 2018, no mesmo mês, foram aproximadamente 10,8 mil.

Assim, o número total de passageiros em Jaguaruna caiu de 135,7 mil para 135,5 mil no ano passado.