Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Chape vem ao Sul catarinense com ambiente conturbado

Sem a presença de Umberto Louzer, equipe alternativa deve ser escalada no Heriberto Hülse
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Chapecó, SC, 02/03/2021 - 16:08
Filipe Mattos comandou a equipe na vitória por 2 x 0 contra o Concórdia (Foto: Marcio Cunha / ACF)
Filipe Mattos comandou a equipe na vitória por 2 x 0 contra o Concórdia (Foto: Marcio Cunha / ACF)

A Chapecoense, próximo adversário do Tigre no Campeonato Catarinense, vem ao Sul catarinense com uma equipe considerada "alternativa". A informação foi confirmada pelo vice-presidente de futebol, Mano Dal Piva, por meio de nota encaminhada à imprensa, após impasse vivido entre diretoria e o técnico campeão da Série B, Umberto Louzer.

Após o título, o técnico acertou com a diretoria que o começo do Campeonato Catarinense não o teria no comando da equipe e haveria rodízio de atletas,  com a intenção de preservar os remanscentes da temporada passada, encerrada no fim de janeiro pela Chape. 

Essa comissão e jogadores alternativos venceram o Concórdia na estreia do estadual, por 2 x 0. Na segunda rodada, o clube viu a partida contra o Avaí ser adiada, devido às condições sanitárias em Chapecó, onde a pandemia está descontrolada há mais tempo do que no resto de Santa Catarina.

Durante a semana passada, a polêmica no clube foi a permanência de Umberto Louzer. Especulou-se que a diretoria estaria tentando desfazer o acordo para a comissão técnica alternativa no começo do Catarinense; o técnico emitiu uma nota na qual se negou a descumprir o combinado e cobrando reforços, após perder jogadores importantes na conquista da Série B, como Alan Ruschel, João Ricardo, Aylon e Willian Oliveira.

Contra o Concórdia, o técnico Filipe Mattos, do sub-20 e que comanda interinamente o profissional, mandou a campo alguns jogadores experientes, como Ezequiel, Felipe Santana, Matheus Ribeiro e Mike - dos quatro, apenas, Ezequiel não disputou a partida do título da Série B, vitória de 3 x 1 contra o Confiança -, mesclado com jovens. 

O autor do gol que trouxe o troféu nacional a Chapecó na temporada passada, o primeiro da história do clube, Anselmo Ramon, foi preservado na estreia do Catarinense e pode retornar contra o Tigre - a exemplo do zagueiro Luiz Otávio, sondado pelo Fortaleza, cuja proposta para ter o jogador não teria agradado ao Verdão do Oeste.

Para minimizar as polêmicas, Dal Piva emitiu, na nota enviada à imprensa, o compromisso com o técnico Umberto Louzer e a busca por reforços no mercado; também confirmou a permanência de Filipe Mattos interinamente neste começo de Catarinense, sob supervisão da comissão técnica de Louzer.