Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Carlos Moisés faz sua primeira visita a Amesc

Expectativa é pela liberação de recursos para uma nova ponte, ampliação do HRA e melhorias em rodovias
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 13/11/2019 - 10:46
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Amanhã é dia do governador Carlos Moisés visitar a Amesc pela primeira vez. Vai passar por Jacinto Machado, Araranguá e também Forquilhinha, na Amrec. A expectativa é de que faça o anúncio de obras importantes para a estrutura regional, além disso, serão feitas outras solicitações para tentar sensibilizar o governador do estado.

“Ele já fez algumas visitas na Amrec, agora estará pela primeira vez na Amesc. Vai estar reunido com lideranças de Forquilhinha e de Maracajá, logo mais ele participa de um encontro aqui na sede da Amesc, em Araranguá, com lideranças e prefeitos da região, onde falaremos sobre a liberação de recursos para a construção de uma nova ponte em Araranguá”, disse o deputado estadual Zé Milton Scheffer (PP). 

Essa nova ponte seria pelo trajeto da antiga interpraias, o investimento é em torno de R$ 15 milhões, permitindo a ligação para motoristas que vão desde Jaguaruna, passando pelo Balneário Rincão, até chegar em Balneário Gaivota. Obras em rodovias também devem ser solicitadas ou então terão recursos entregues por Moisés.

“O governador vai ir em Jacinto Machado, onde falaremos sobre a liberação de recursos para obras na SC-108, que começa lá em Praia Grande, onde ela não é pavimentada. Ele vai liberar recursos para a pavimentação de 4 quilômetros, depois começam as tratativas para o resto”, citou o deputado.

Para o deputado, será um momento de mostrar as necessidades para o governador e também as potencialidades que a região possui. Estará com lideranças das comunidades e prefeitos.

“Ela é consequência da audiência que fizemos em Praia Grande, queremos a adequação de algumas rodovias regionais. Em Jacinto Machado será falado sobre um trevo, para facilitar o acesso a Cooperja. Temos expectativas também pela liberação de alguns subsídios, para ampliação no Hospital Regional de Araranguá”, concluiu.