Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Calor e excesso de consumo geram quedas de energia

Celesc registrou rompimento de fios e blecaute de 5 horas no Bairro Ceará
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 11/10/2019 - 09:21Atualizado em 11/10/2019 - 09:25
Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo
Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Consumidores do Bairro Ceará ficaram sem energia elétrica no fim da tarde desta quinta-feira, 10. "Foi uma queda que durou cerca de cinco horas", confirmou o chefe da Divisão Técnica da Regional Sul da Celesc, Zulnei Casagrande. "Tivemos que fazer praticamente uma rede nova ali. É que tivemos um dia quente e, em dias como esse, o sistema pode entrar em regime de sobrecarga", justifica.

Casagrande explica que o superaquecimento irradia para a fiação, gerando danos às conexões. "Os cabos se partiram, se enroscaram em árvores, até quebrou uns galhos. Daí a opção foi refazer a rede ali, por isso demorou um pouco mais o trabalho. Tivemos até que chamar equipes de apoio", detalha. 

O acréscimo do consumo acompanha o aumento das temperaturas, que deverão ultrapassar 40ºC no domingo. "Antigamente, ter um aparelho de ar condicionado era um luxo. Agora está super acessível. Em um dia quente, são mais aparelhos acionados, em alguns pontos pode sim haver problemas", comenta Casagrande. "É muito aumento de carga nas instalações, o pessoal vai instalando coisas e a carga vai crescendo. A curva de carga acompanha a temperatura. Ontem deu um acréscimo", salienta.

A previsão da Celesc é que o sistema atinja o máximo de sobrecarga em dezembro. "Será necessário carregamento máximo para dar conta da demanda, e o sistema estará sim sujeito a regimes de operação máxima", confirma. Os picos de demanda de energia na região são, tradicionalmente, em dois horários. "Às 14h e no começo da noite", complementa.