Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Bradesco do Centro fechado em Criciúma. É um protesto nacional

Demissão de mais de 800 funcionários do banco em todo o Brasil motiva manifestação dos bancários
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 15/10/2020 - 07:59Atualizado em 15/10/2020 - 08:32
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A agência Centro do Bradesco de Criciúma não fará atendimento ao público nesta quinta-feira, 15. "Só o caixa eletrônico está aberto para os clientes", confirmou a presidente do Sindicato dos Bancários de Criciúma e Região, Dirceia de Melo Locatelli. "Trata-se de um protesto nacional, que está fechando a agência principal de cada regional do Bradesco de todo o Brasil", destacou.

Os bancários estão protestando contra as demissões no Bradesco. "É o nosso Dia Nacional de Luta, pois o Bradesco fez 800 demissões em uma semana, algumas inclusive aqui na agência Centro de Criciúma", referiu. "Mas o Bradesco não diz que está demitindo, o pessoal do banco diz que está promovendo uma readequação de quadros, não dizem que são demissões", detalhou Dirceia. "Essa agência vai ficar fechada até o fim do expediente, às 14h. E essas ondas de demissões no Bradesco sempre começam assim, tímidas, e vão piorando com o passar do tempo. É o que está ocorrendo agora", observou.

A presidente destacou que as demissões vão no mesmo pacote de enxugamentos que vem fechando centenas de agências em todo o Brasil. Uma delas foi a agência do antigo Bamerindus e HSBC, na esquina das ruas Marechal Deodoro e Marcos Rovaris, cujas atividades foram encerradas em setembro. "Aqui na região o nosso protesto só acontece na agência Centro de Criciúma pois foi a agência onde houve demissões de trabalhadores", arrematou a sindicalista.