Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
Exclusivo

“Bolsonarista no PSDB é X9”, diz Arthur Virgílio, pré-candidato à presidência

O ex-ministro concedeu entrevista exclusiva aos jornalistas Adelor Lessa e Upira Boschi 
Gregório Silveira
Por Gregório Silveira Florianópolis, SC, 21/10/2021 - 08:49Atualizado em 21/10/2021 - 09:01
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O pré-candidato à presidência da república, Arthur Virgílio Neto (PSDB), concedeu uma entrevista exclusiva aos jornalistas Adelor Lessa e Upiara Boschi. Durante quase uma hora de conversa o Tucano expôs seus planos caso venha a comandar o país.

Ao falar do atual governo, Virgílio criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro. “O presidente admitiu que o Brasil estava quebrado. Onde já se viu falar isso. Eu me admiro com ele cada vez mais. Será que não tem noção que essa imagem afasta os investidores internacionais. Se está quebrado temos que reerguer essa economia”, afirmou Virgílio.

O ex-senador traçou na sequência o plano para retomada da economia. “Na economia temos que reestabelecer o tripé macroeconômico do governo Fernando Henrique Cardoso que deu tão certo. Ou seja, a responsabilidade fiscal, as metas inflacionárias e o câmbio flutuante. Os cuidados com esse tripé, aliado ao plano real, ajudaram a estabilizar o país.” 

Virgílio também deixou claro que Tucano é Tucano. “O PSDB tem uma ala Bolsonarista. O que estão fazendo no partido? Que saiam cordialmente do PSDB e deixem a gente refazer o partido. Caso contrário fica essa coisa X9. Ou seja, Bolsonarista dentro do PSDB é X9. Quem é Bolsonaro vai para o lado do Bolsonaro e quem é Tucano é Tucano”.

O ex-ministro do governo Fernando Henrique também falou da importância do país reconectar com a amazônia. “Temos que tornar a amazônia uma luta de todos os Brasileiros. Trabalhar com os índios para estudar bem aquela área. Senão corremos o risco de perder”, encerrou Virgílio. 

Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro Neto foi ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República no Governo FHC, deputado federal e senador pelo estado do Amazonas, e prefeito de Manaus por 3 mandatos. 

Acompanhe a entrevista completa: