Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Amrec corre para obter verbas de reparo às rodovias

Governo do Estado requer formação de Consórcio regional para formalizar o repasse
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 07/08/2019 - 14:51Atualizado em 07/08/2019 - 16:50
(foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo)
(foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo)

A Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) corre para formalizar o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário, a fim de conseguir as verbas destinadas pelo governo do Estado para os reparos nas rodovias estaduais, através do Projeto Recuperar. De acordo com Vanderlei Alexandre, diretor executivo da Amrec, oito dos 12 municípios da região já aprovaram a criação do consórcio em suas câmaras municipais.

Na segunda-feira, 12, será encaminhada a formação da diretoria do consórcio, com a eleição de presidente, vice-presidente e dos conselhos administrativos e fiscais. Participarão os municípios que tiverem aprovado a lei até a data. 

Formalizado o consórcio, a região poderá ter acesso à verba destinada pelo governo estadual. A malha viária que compõe os municípios da Amrec é formada por aproximadamente 550 quilômetros de rodovias estaduais. "O governo propôs o pagamento de 1,2 mil reais por quilômetro em serviços paliativos – operação tapa buraco, pintura horizontal, sinalização vertical (placas).  Assim que fechar o consórcio, o convênio deve ser firmado, depois vêm processo de licitação para definir os lotes por empresas que possam trabalhar", esclareceu Alexandre.

O Consórcio

Já aprovaram a lei de participação no Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amrec os municípios de Forquilhinha, Nova Veneza, Balneário Rincão, Criciúma, Treviso, Orleans, Siderópolis e Lauro Müller. A ideia da Amrec é que, uma vez formalizado, o consórcio consiga atuar em outras áreas, como por exemplo saúde, infraestrutura e turismo. "Um consórcio que execute todos as áreas, mas nesse momento não se discute questão de migração de outras finalidades", destacou Alexandre. "É para que os projetos sejam definidos em nível regional e não mais cada município fazer o seu", acrescentou.

Projeto Recuperar

O projeto foi apresentado pelo governo estadual no dia 1º de agosto e a Amrec não recebeu as verbas. Serão destinados R$ 6,5 milhões por mês para os 21 consórcios das regiões catarinenses para a manutenção de mais de 4 mil quilômetros de rodovias estaduais em todo o Estado. Desta forma, o governo repassa a verba às administrações regionais e cada região toca as próprias obras. 

No Sul catarinense, a Amrec é a única região que ainda não formalizou a entrada no Recuperar.