Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

“A democracia deve ser uma festa e não uma guerra”, diz o candidato do MDB, Anibal Dario

Candidato do MDB surge com o objetivo de dar uma nova cara para a política municipal
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 20/02/2020 - 08:30Atualizado em 20/02/2020 - 08:30
Foto: Guilherme Nuernberg
Foto: Guilherme Nuernberg

Apesar de ainda não estar filiado formalmente ao MDB, o médico Anibal Dário já é tido como o candidato definitivo do partido para as eleições municipais de Criciúma deste ano. Estreante no processo político, Anibal surge nas eleições com a promessa de trazer não somente uma nova cara para a disputa do pleito como, também, para o próprio Movimento Democrático Brasileiro.

Segundo o médico, o seu objetivo enquanto pré-candidato à Prefeitura Municipal de Criciúma é agir como um porta voz entre as pessoas que ainda não tiveram nenhuma participação ativa na política e aquelas que já possuem uma certa experiência no meio, buscando formatar um novo processo político. Além disso, o pré-candidato do MDB ressalta sua motivação em tentar contribuir para as eleições e, principalmente, para a democracia.

“Ontem na reunião com o partido falei ao grupo que precisamos trazer e fazer mudanças. A democracia deve ser uma festa e não uma guerra, e o clima ultimamente tem sido voltado para a guerra. Quero minimizar isso e mudar um pouco este cenário”, afirmou.

Anibal destaca também a vontade da comunidade em querer uma política mais renovada nas eleições, com uma nova cara e com outros mecanismos. “Acho que estamos encerrando um ciclo política que começou com a Nova República. Os tradicionais mecanismos políticos estão um pouco esgotados, há uma saturação e um desgaste muito grande desses meio que precisam de uma renovação”, ressaltou o médico.

O objetivo e o viés de trazer novos mecanismos para a política municipal serão atribuídas também dentro do próprio MDB durante estas eleições, segundo Aníbal. Além disso, o político destaca que sua campanha não contará com a presença ativa dos deputados Ronaldo Benedet, Luiz Fernando Vampiro e Ada de Luca, mas que aceitará sugestões que façam bem para a cidade. 

Ainda sem vice-prefeito e coordenador de campanha definidos, sendo Tati Teixeira o nome mais forte para a coordenação da campanha, Anibal comenta que estes cargos surgirão com o decorrer de seu projeto. O médico afirma que já possui uma lista de planos de projetos para a cidade, que serão apresentados no momento certo das eleições. “Venho construindo uma lista de propostas ideias e iniciativas que possam fazer bem à cidade. Não fugirei do diálogo e, a partir deste, a gente vai agregando apoio e construindo um ato de engajamento natural das pessoas”, concluiu.