Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A aprovação da CBT à Copa Davis em Criciúma

Presidente da Confederação faz elogios à cidade na assinatura do termo que determina a sede
Por Redação Criciúma, SC, 17/05/2019 - 14:30Atualizado em 17/05/2019 - 14:33
Alexandre Farias, da FCT, com Rafael Westrupp, presidente da CBT / Divulgação
Alexandre Farias, da FCT, com Rafael Westrupp, presidente da CBT / Divulgação

A CBT aprovou nesta sexta-feira a sede da próxima edição da Copa Davis no Brasil. Criciúma vai receber o Zonal Americano I da competição, em que o Time Brasil vai enfrentar a equipe de Barbados em 13 e 14 de setembro. As disputas serão travadas no saibro da Sociedade Recreativa Mampituba, clube com grande tradição.

A escolha foi concretizada nesta sexta-feira, após a assinatura do Termo de Compromisso pelo presidente da Confederação Brasileira de Tênis, Rafael Westrupp, e do presidente da Federação Catarinense de Tênis, Alexandre Farias, e com o conhecimento do Comitê da Copa Davis da ITF, que também irá confirmar a sede na próxima semana. O anúncio é feito em data muito especial, já que o Mampituba está completando 95 anos de fundação.

"Fico muito feliz que a cidade de Criciúma tenha se prontificado a sediar a Copa Davis. Vai ser a primeira vez nessa cidade, que tão bem acolheu o Banana Bowl nos últimos anos. Assim como nos confrontos anteriores, buscamos atender às condições indicadas pelo capitão. E tudo isso converge para Criciúma e para o Mampituba, que tem uma estrutura fantástica. Além disso, a Federação Catarinense de Tênis apresentou as condições para realizar o evento, inclusive arcando com vários custos. Tenho certeza que será um grande evento", destaca o presidente da CBT, Rafael Westrupp.

O duelo contra Barbados será o primeiro confronto da equipe brasileira após a confirmação de Jaime Oncins como novo capitão do time da Davis. Para enfrentar o país caribenho, o treinador solicitou um local com quadra de saibro aberta a nível do mar - requisitos que se encaixam nas características do clube criciumense.

"O número 1 deles, Darian King, tem um calendário voltado para quadra dura o ano inteiro, ele usa bem a velocidade do adversário. Por isso, tive a preferência por escolher o saibro, em uma quadra no nível do mar, com temperatura amena, para deixar o jogo mais lento. Os nossos jogadores não têm problemas em gerar velocidade na bola, estão acostumados a essas condições, em que jogamos várias vezes. A escolha do local foi exatamente como a gente queria. Precisávamos de um lugar com bastante quadras, para ajudar nos treinamentos, com instalações que permitam as equipes se prepararem da melhor forma", explica Oncins.

Válido pelo Grupo I das Américas na Copa Davis, o Brasil precisa da vitória para retornar aos Playoffs do Grupo Mundial. O sistema do confronto é em melhor de cinco partidas, com dois jogos de simples na sexta-feira. No sábado, são realizados um jogo de duplas e, se necessárias, outras duas partidas de simples.

Informações sobre ingressos (como preços e pontos de venda) devem ser definidas até 25 de junho.

Clube com tradição de grandes eventos

Localizado em Criciúma, cidade que fica no Sul de Santa Catarina, o Mampituba é reconhecido nacionalmente como um dos maiores clubes sociais do Brasil. Ele tem, em sua estrutura, 13 quadras para a prática de tênis, sendo seis delas cobertas. Para a realização da próxima etapa da Davis, em setembro, poucos ajustes precisarão ser realizados. O principal deles é a instalação de uma arquibancada móvel, elevando a capacidade do público para cerca de 2.500 pessoas.

"A Federação Catarinense de Tênis (FCT) manifestou o interesse e a CBT informou que cidades como Criciúma se encaixavam no perfil técnico para o evento. O Mampituba é um clube que tem uma excepcional estrutura tenística, que não vai precisar de muitos ajustes para receber esse grande evento. Ele está pronto para receber grandes competições nacionais e internacionais. Para nós, de Santa Catarina, terra onde nasceu o Guga, maior jogador de simples da nossa história, é um grande orgulho poder receber esse evento", enfatiza Alexandre Farias, presidente da Federação Catarinense de Tênis. 

Esta será a primeira vez na história que Criciúma recebe uma edição da Copa Davis. O Mampituba sediou as últimas três edições do Banana Bowl, um dos maiores torneios juvenis do mundo. Também já recebeu, em 2007 e 2009, edições de Futures da ITF, além de outras importantes competições de nível nacional. Neste sábado (18), o clube completa 95 anos de fundação.

Para a realização da próxima etapa da Copa Davis, a Confederação Brasileira de Tênis conta com o apoio da Federação Catarinense de Tênis, da Prefeitura Municipal de Criciúma e da Sociedade Recreativa Mampituba.