Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

294 aprovados temem fim do prazo do concurso da Polícia Civil

Edital homologado em 2018 tem validade de dois anos e prevê 394 vagas
Gregório Silveira
Por Gregório Silveira Criciúma, SC, 31/08/2020 - 18:30Atualizado em 31/08/2020 - 18:41
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em 2017, o governo catarinense, realizou concurso público para a Polícia Civil. O certame previa 200 vagas para agentes e 194 para escrivão. Mas segundo candidatos aprovados, apenas 50 para cada carreira foram chamados, ou seja 294 ainda aguardam. A preocupação é maior já que o concurso tem validade de 2 anos, podendo ser prorrogado ou não, por mais dois. O Edital foi homologado em dezembro de 2018 perdendo a validade no final desse ano.

Aprovados em todo o território estadual se uniram e motaram uma comissão para buscar o direito de assumirem os cargos. "Não sei porque não estão dando moral para esse concurso. Não recebemos resposta do governo. Chamam profissionais da Polícia Militar, profisssionais para o Instituto Geral de Perícia (IGP) e nós aprovados pela Polícia Civil estamos esperando", afirma José Paulo Fernandes, um dos candidatos aprovados no concurso.

José Paulo também faz parte da comissão dos aprovados. "Temos o direito de assumir. Passamos no concurso. Caso eu não seja chamado vou entrar com um mandado de segurança sim. Quero meu direito respeitado. Além do mais, uma das funções da comissão é manter contato com delegados regionais. Por isso sabemos muito bem que a falta de efetivo é um dos principais problemas da corporação", desabafou.

Para justificar a necessidade de mais profissionais os aprovados usam o próprio levantamento da secretaria de estado da Segurança Pública. Nele agentes da PC na ativa hoje são 2.354, e o total de vagas para o cargo 4.495, uma defasagem superior a 47%. Já para escrivão ocupam vagas hoje 584 profissionais quando o total de vagas para o cargo é de 834.