Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 19/09/2017 - 17:56Atualizado há 1 hora
Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 19/09/2017 - 16:40Atualizado há 1 hora

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 19/09/2017 - 11:44Atualizado há 2 horas

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 18/09/2017 - 20:53Atualizado em 19/09/2017 - 12:40
 

A post shared by Mano Dal Ponte (@manodalponte) on

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 15/09/2017 - 11:01Atualizado há 32 minutos

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 14/09/2017 - 09:52Atualizado em 19/09/2017 - 18:38

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 12/09/2017 - 09:54Atualizado em 19/09/2017 - 13:10

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 11/09/2017 - 08:00Atualizado em 18/09/2017 - 21:33

Quando o assunto é série a bagaça fica séria. Não vou ficar explicando a diferença de série e seriado, eu coloquei tudo no mesmo balaio neste post. Farei minha lista das melhores séries de todos os tempos e se você não concordar comigo, o choro é livre...

10.  Star Trek (A série original de Jornada nas Estrelas) 
Com certeza assistir a série clássica de Star Trek atrasou o começo de minha vida sexual em uns 3 ou 4 anos. Mas não me arrependo de ser um nerd de carteirinha e coloco o Capitão Kirk e o Sr. Spock na lista “Mano Dal Ponte das melhores séries de todos os tempos”. Jurava que em 2015 teríamos carros voadores, faríamos os primeiros e oficiais contatos com ETs e poderíamos nos teletransportar. Para minha decepção você ainda está preocupado com o que o seu vizinho faz com a bunda dele. Vamos precisar de uns 100 aNUs luz ainda para evoluir nossa tecnologia e, principalmente, nossas mentes. 

9. Confissões de Adolescente 
Essa marcou minha adolescência. Impossível conversar com alguém na faixa dos 35 que não conheça algumas histórias que se passavam com as meninas. Eu achava o máximo a maneira com que os problemas e as aflições eram facilmente explorados. No fundo eu era mesmo apaixonado pela Deborah Secco, acho que ainda sou... 

8. Um Amor de Família 
Impossível não se emocionar com a história triste do protagonista Al Bundy, um vendedor fracassado de sapatos. A crítica não entendeu o sucesso da série já que mostrava a história de uma família falida e infeliz, diferente do Sonho Americano. Lembro do humor escatológico tratando temas como racismo, feminismo e promiscuidade de uma maneira aberta e até simplória, da Peggy, uma esposa perua e relapsa, da Kelly, uma gata gostosa, linda e burra e do filho Bud, um nerd pouco popular. Mas acredito que o melhor mesmo era música de abertura “Love and Marriage” na voz de Frank Sinatra. Um amor de família foi a primeira série de humor da Fox, um sucesso que abriu muitas portas. Minha mãe nunca prestou muita atenção no conteúdo, o real motivo de eu poder assistir. 

7. Breaking Bad
De amores e ódios vivem os amantes de Walter White.  A trajetória do professor de química que se transforma em um dos maiores traficantes e produtores de metanfetamina dos EUA comove, apaixona e revolta. Os tropeços em alguns episódios não tiraram a magia e evolução da narrativa que, para mim, ocupará sempre um lugar de destaque entre as melhores séries. A necessidade do poder, a destruição da família e dos princípios morais do protagonista nos traz uma única reflexão: diante da morte inerente, o que você faria? 

6. Band of Brothers
Esse drama produzido pela HBO tem o dedinho do Spielberg e do Tom Hanks na co-produção. Foram apenas 10 episódios de muita intensidade com ambientação e fidelidade incríveis. Para quem curtiu o filme “O Resgate do Soldado Ryan” a série é quase uma continuação e, na época da sua produção, foi a mais cara já feita para a TV. 

5. Two and a Half Man 
É claro que estou falando da série com Charlie Sheen, depois só serviu para agradar patrocinadores e completar grades de programação. O humor demoníaco, sarcástico e escrachado de Charlie dava um tom quase natural para seu personagem, já que, em muitos momentos, representa e se confundia com o seu “eu” da vida real. A ingenuidade do irmão Alan, a mãe ausente e o sobrinho gordinho e burro traziam ainda mais conteúdo inútil para os diálogos rápidos e interessantes. O universo machista pode não agradar muitas militantes, mas é unanimidade que algumas respostas eram espetaculares.  

4. The Big Bang Theory
Nerds, bem-vindos ao universo real! Confesso que nunca dei boas risadas curtindo a Teoria do Big Bang, mas considerava a série um passatempo intelectual curioso. Divertida e inteligente, provocadora e idiota, muitos adjetivos para definir uma séria que não tratava do universo nerd, mas sim do relacionamento entre amigos. 

3. Simpsons 
Mais de duas décadas de sucesso fazem de Simpsons uma obra de arte eterna. Não tenho como não trazer ao topo da minha lista. 

2. GOT
Sexo, conspirações, poder, dragões, zumbis e muitas mortes… pra mim basta! 

1. Chaves
Perdoem-me os amantes de GOT, mas fazer o simples genial é muito mais difícil. Acredito que o sucesso de Chaves tenha algumas causas prováveis. A veiculação eterna feita pelo SBT em todos os horários possíveis durante décadas, a simplicidade na narrativa, os personagens bem desenhados e evoluídos em suas histórias; a repetição dos jargões e a dublagem fantástica podem ser alguns responsáveis pelo sucesso. 

E aí, gostou da minha lista? Entra no facebook.com.br/programadoavesso e manda a sua, vou ler ao vivo! 
 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 10/09/2017 - 18:10Atualizado em 18/09/2017 - 21:12

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 10/09/2017 - 10:30Atualizado em 18/09/2017 - 21:12

04 de Setembro | Logosofia 
A logosofia não é uma religião, é um ciência que estuda o comportamento humano e suas evoluções. Se você tem dúvidas sobre o tema, se liga nesse Programa do Avesso com o Palestrante Professor Antônio Pereira Cândido. A Logosofia é uma ciência nova que conduz o homem ao conhecimento de si mesmo, de Deus, do Universo e suas leis. O ensinamento logosófico busca conceder ao espírito humano a prerrogativa de compreender a própria vida, assim como a vida dos que o cercam, apresentando a gênese do homem em sua organização psíquica e mental, e da vida humana em suas mais amplas possibilidades e proporções.

05 de Setembro |  Judaísmo 
Uma das mais antigas religiões do mundo, cheia de mistérios e curiosidades no Programa do Avesso. Recebemos o líder da comunidade Judaica de Criciúma, Vilmar dos Reis, para um papo desmistificador. Muitas histórias e lendas sobre este povo. Sabia que muitos de nós, aqui no Brasil e no Sul, têm DNA judeu? 

06 de Setembro | Supla 
O Papito Punk mais crazy do Brasil com Z quebrou tudo no Programa do Avesso. Mano e Pity fizeram uma hora sem tirar com o Supla e o papo viajou pelos mais de 30 anos de carreira. O roqueiro falou da relação com a família, do momento do país, da política, das participações em reality e do encontro com Emy Winehouse, em Londres.

08 de Setembro | A família Karate 
Everaldo Pereira é pai e técnico de duas colecionadoras de vitórias. As filhas, Sabrina e da Carolaine, já ganharam mais de 500 medalhas e representam o Brasil no Karate pelo mundo das artes marciais. Curta esse Programa do Avesso que abre a contagem para as olimpíadas de 2020.

Fotos: Amanda Farias 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 07/09/2017 - 20:43Atualizado há 10 horas

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 05/09/2017 - 08:26Atualizado em 17/09/2017 - 12:39

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 01/09/2017 - 11:12Atualizado em 16/09/2017 - 12:27

Vai lá, segue o mapa: 

Quer conhecer um pouco da história? 

No início de 2012 nasce uma vontade inebriante em dois jovens em fazer cerveja, Alex Ferreira Michels e Antônio Cleber Gonçalves Junior. Na época, no dia 15/04/2012, contaram com a ajuda de Vitor Alves Raquel que conseguiu as panelas para a produção da cerveja de forma emprestada e assim fizeram seu primeiro lote batizado como Raquel’s Ale. Este nome foi em homenagem ao erro no cálculo da carga de lúpulo levando nada mais nada menos de dez vezes mais. Isto mostra que não devemos beber enquanto brassamos... rsrsrsrs. Na época consideramos heresia!

No dia 01 de fevereiro de 2013, os dois amigos, Alex e Antônio, convidaram um amigo em comum, o Killiam, para auxiliara a confeccionar os equipamentos de produção, decisão que iria mudar o rumo de suas vidas! O resultado não poderia ser diferente... seguindo o conceito do movimento punk, “faça você mesmo”, e com uma vontade muito maior do que a possibilidade da funcionalidade de seus equipamentos, inicia-se a produção de cerveja adaptando fermentadores dentro do quarto na casa do Michels. Este quarto foi utilizado pois era o único local que dispunham com controle de temperatura... coitado do ar condicionado e do bolso com a conta de energia.... Após a fermentação, a maturação ocorreu em barris de cerveja já em geladeira. Por muitos meses de calor a cerveja dormia no ar condicionado e Michels dormia no sofá da sala.

A paixão pelo processo produtivo toma conta e os quatro anos que se seguiram, a busca por aperfeiçoamento no processo e amadurecimento das ideias iniciais, acabam por dar forma a um projeto piloto em paralelo a um plano de negócios. Do choque com a realidade de necessidade de recursos, a estratégia dos dois foi o aprimoramento com a realização de cursos, estudos aprofundados, viagens orientadas, e conhecendo um pouco mais dos bastidores deste mundo mágico.

A realidade e meta eram: “produzir a melhor cerveja que podiam com os recursos que estavam a seu alcance”. O sonho foi maturando e cada vez mais tomando corpo. A ansiedade e a vontade de fazer o negócio acontecer ficando cada vez maior dá vazão a realização do sonho. No dia 20 de julho de 2017 inaugura o Brew pub The Nose Mustache, carinhosamente batizado com The Lila’s Pub. Uma homenagem a Ana Edwiges Colonetti Gonçalves, a Lila, que faz aniversário nesta data. Vale ressaltar o incentivo e apoio para que o sonho visasse negócio e prosperasse.

A concepção do projeto ocorreu com a restauração de uma antiga estufa de fumo que marca a região como um importante seguimento econômico nas décadas de 60 à 90 onde a fumicultura era a maior forma de renda dos agricultores locais. A beleza natural local emoldura o empreendimento que alia uma cozinha focada na harmonia de cervejas especiais e uma proposta descontraída e ao mesmo tempo requintada de seus pratos. Possui amplo espaço de estacionamento e recreação.

The Lila’s Pub está situado no Município de Içara, bairro Sanga Funda distante 11 km do centro do município em uma área rural, posicionada entre as duas principais vias de acesso ao Balneário Rincão. Possui via de acesso em chão batido (aproximadamente 1,2 Km), ficando à 3 Km do Balneário Rincão, 20 Km de Criciúma, 35 Km do aeroporto regional de Jaguaruna, 42 Km da Serra do Rio do Rastro e 190 Km de Florianópolis.

Uma experiência sensorial única, aguardamos você.

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 01/09/2017 - 10:11Atualizado em 12/09/2017 - 20:55

Vamos analisar o caso do Carlos hoje aqui no blog. Ele fez uma solicitação para sua esposa, pedindo liberação para pescar e teve sua solicitação negada por falta de documentos. Carlos é um homem inteligente, juntou todos os documentos que faltavam e foi pescar... 

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 31/08/2017 - 15:19Atualizado em 18/09/2017 - 00:19
 

A post shared by Mano Dal Ponte (@manodalponte) on

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 31/08/2017 - 10:55Atualizado em 17/09/2017 - 12:49

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 29/08/2017 - 18:41Atualizado em 14/09/2017 - 15:58

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 29/08/2017 - 16:22Atualizado em 16/09/2017 - 09:34

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 29/08/2017 - 14:38Atualizado em 14/09/2017 - 04:02

Eu falei que fazia boxe e o cara me aparece com um presente. A jaqueta que ele ganhou do Claudio Aires, então técnico da seleção brasieira de Boxe na Olimpíada de Londres (2012). Agora a puxada ficou séria... 

Mano Dal Ponte e Chef Samuel Alano (foto: Clara Floriano)

Chef Samuel Alano e o técnico da Seleção Brasileira de Boxe, Claudio Aires em Londres, 2012 

 

Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 29/08/2017 - 12:22Atualizado em 17/09/2017 - 01:17

Uma pesquisa recente do Departamento de Sabores e Testes de Produtos (Department of Flavors and Product Testing) da Universidade de Tsinghua, de Pequim, na China, levantou a hipótese que apreciadores de água tônica são possíveis bons matadores em jogos online. Mais 300 jogadores de games de tiro em 1ª pessoa foram submetidos a testes de memória, resistência mental e as métricas de suas performances em jogos como Batlefield e Call Of Duty foram analisadas. Os que bebiam água tônica com uma frequência maior que 1 copo (200ml) por mês, tiveram 0,072% de melhoria na performance se comparada as de quem não consumia a bebida. 

O pesquisador chefe do Departamento, o PHD em microbiologia aplicada a sabores, o turco Akinot Agramá, relata que o quinino, utilizando desde o final do século XVI no tratamento da malária e outras doeças, pode ter efeito direto na melhoria do desempenho dos jogadores. Não podemos concluir nada ainda, só que para alguns a água tônica tem um gosto horrível, afirmou o pesquisador. 

foto: divulgação do jogo Call of Duty


 

« 1 2 3