Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Você está ou você é, já pensou nisso?!

Letícia Zanini
Por Letícia Zanini 30/04/2018 - 11:30Atualizado em 30/04/2018 - 11:38

O mundo corporativo tem muitas especificidades, nomenclaturas, contextos e pessoas. E onde há pessoas, há complexidades, de relações, de comunicação, de falta ou não de empatia e, de egos também.

Quando me refiro ao ego, me refiro ao conceito do senso comum de fazer um julgamento sobre alguém em função de sua forma de lidar ou externalizar algumas situações do dia a dia, como com seu cargo, por exemplo. 

Alguns fazem questão de ressaltar, antes de seu próprio nome, o cargo que ocupam. 

A minha indagação é: você está Diretor/Presidente ou você é?

Na minha humilde opinião, você está, porque os cargos que ocupamos são cíclicos, não são eternos. A vida, principalmente a profissional, nos convida – às vezes impõe, esse movimento. Portanto, cuidado, hoje você está, amanhã, não necessariamente, estará sentado na mesma cadeira. 

Agora, o que de fato importa é o que você é. O que você é significa quem é você por trás do rótulo corporativo, por trás do papel que você ocupa no CNPJ em que atua. Você é um ser humano, com medos,
crenças, dúvidas, filho de alguém, parceiro de alguém, pai ou mãe de alguém.  As suas características e a sua
essência devem ser mais importantes do que o seu status corporativo. 

Você já deve ter conhecido alguém que permaneceu muito tempo sentado em determinada cadeira não pelo poder que exercia, mas pela pessoa que era,
executando um papel com maestria. E para isso, é preciso muita maturidade e humildade.

Ressalto que todo excesso é prejudicial, inclusive de autoestima, pois pode se transformar em vaidade e arrogância. Portanto, pare para pensar, a cadeira que está hoje é sustentada pela pessoa que você é? No mundo corporativo, tudo é transitório, tenha consciência que você está onde se coloca e não necessariamente isso representa quem de fato você é. Aliás, quem é você além do que você faz? Pense nisso.

4oito

Deixe seu comentário