Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Quando falta respeito sobra: Assédio!!

Letícia Zanini
Por Letícia Zanini 22/12/2017 - 07:05

Hoje quero falar sobre um tema que obviamente envolve o mundo corporativo e do trabalho e que, segundo a OIT - Organização Internacional do Trabalho, mais da metade dos brasileiros já sofreu: Assédio no trabalho.


Antes de iniciarmos é preciso esclarecer o seu conceito. 
Assédio é todo o comportamento indesejado, praticado no trabalho ou formação profissional, com o objetivo de perturbar ou constranger uma pessoa. Sabemos que há o assédio sexual e o moral. O sexual é quando o comportamento indesejado é expressado através de forma verbal, não verbal ou física. Pode se expressar de diversas formas, violência física ou mental e no dia a dia atitudes como forçar alguém a fazer algo que não deseja, convites constantes para sair, conversas de natureza sexual, ameaçar alguém em troca de favores sexuais e por aí vai.


As empresas precisam falar sobre o assunto e, além de falar, precisam criar meios de evitar qualquer tipo de assédio. Como fazer isso?
Primeiro, obviamente, falando mais sobre o assunto e criando políticas comportamentais que incentivem o respeito e o limite de atuação entre as pessoas.
Não adianta deixar esse conteúdo velado, ele existe e muito! É preciso encarar para desenvolver.

Instruir  as pessoas a não praticar atos como os citados abaixo pode ser uma possibilidade:
- Não usar expressões depreciativas da imagem profissional do colaborador;
- Não usar expressões preconceituosas;
- Não expor comentários negativos sobre o rendimento profissional;
- Cuidado com os convites para sair, aceite ouvir não;
- Cuidado ao elogiar o aspecto físico das pessoas;
- Evite piadas de cunho sexual;
- Não se favoreça de sua posição para obter vantagens de toda e qualquer espécie.


Importante esclarecer que o assédio sexual tem como vítima tanto homens como mulheres, é sabido também que as principais vítimas são  mulheres e que é praticado, na maioria das vezes, pelo chefe em relação ao subordinado. Porém, pessoas do mesmo cargo também podem ter atitudes que caracterizem assédio, moral ou sexual.
É claro que para caracterizar assédio é necessário que aconteça com frequência, por isso, é importante que a vítima registre as situações no setor de Gestão de Pessoas e em alguns casos, procure um advogado para orientação sobre como proceder.


Mas, cá pra nós, se olhássemos para as pessoas ao redor como se fossem nossos irmãos, mães, pais, filhos, etc....será que passaríamos dos limites? Só há assédio porque falta respeito, porque falta humanização, porque falta entender que na evolução natural passamos a SER gente. E gente pensa antes de fazer, ou deveria. 
Só há assédio porque há silêncio, porque não há consequências. Só há assédio porque falta respeito. Pense nisso

4oito

Deixe seu comentário