Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Procrastinação um mal desnecessário!

Letícia Zanini
Por Letícia Zanini 01/11/2017 - 07:15

Quantas vezes você começou algo e não terminou? Ou melhor, abriu aquele documento no note para finalizá-lo, lembrou que estava com vontade de tomar café, foi beber. E, então, senta novamente para retomar seu projeto e resolve dar uma olhadinha no “zap”, quando percebe passou muito tempo e então vai deixar para fazer amanhã o que deveria ter feito hoje....já fez isso? Segue comigo, vamos refletir sobre procrastinação.
Já sabemos que procrastinar pode ter pequenas consequências no dia-a-dia ou ser um grande problema na vida de uma pessoa e nosso organismo tem “culpa no cartório”, por isso procrastinamos. Nosso sistema límbico, que está conectado a prazeres imediatos, é acionada quando, por exemplo, paramos o que estamos fazendo porque “precisamos” de um cafezinho. 
E como fazemos para mudar esse hábito?

Eu penso que o primeiro passo para a mudança de atitude é reconhecer o mau hábito: por exemplo, o regime que você nunca começa, a dissertação que você não conclui e etc. E posteriormente, dar sequência com as dicas abaixo:

•    Identifique seus comportamentos:  observe quais atividades lhe dão prazer, em que horário você produz de maneira mais significativas, quais são as principais fontes de distração ou que lhe convidam a parar de fazer o que deveria;

•    Organize suas atividades: priorize quais são as mais importantes e urgentes, pois se deixar apenas em plano mental, certamente você esquecerá. Fragmente seus objetivos.

•    Crie recompensas: sempre que você concluir a tarefa sem procrastinar, se permita recompensas, simples, como um café, uma ida até a sala de um colega cinco minutos. Mas só quando concluir a tarefa.

•    Inicie: outro erro comum é ficar apenas planejando, faça, comece. 

Você já sabe que adiar o que precisa ser feito traz consequências como frustração e falta de acreditar em si e em sua capacidade de fazer. Esses sentimentos alimentam um ciclo vicioso que só irá se findar quando você começar a ter comportamentos diferentes, não tem milagre, é um processo de mudança.
Pare de se enganar com prazeres imediatos que só vão aumentar sua culpa num futuro muito próximo. Procrastinar é um hábito, ainda bem! Isso significa que podemos mudá-lo e adivinhem de quem depende essa mudança? Exclusivamente de você.

Vamos começar a mudança? Que tal agora? Não deixe para amanhã a mudança que precisa começar hoje. Pense nisso.

4oito

Deixe seu comentário