Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

(Des)Motivacional!!

Letícia Zanini
Por Letícia Zanini 12/12/2017 - 07:00

Como assim? Vocês devem estar pensando que a Leticia enlouqueceu afinal trabalha com o desenvolvimento humano e de repente quer propor algo sobre desmotivação...calma!! Eu prometo que estou bem, não me julguem, leiam!

É muito comum principalmente nesta época do ano as empresas solicitarem palestras com esse tema. Se você está em uma empresa com certeza já participou de algo desse tipo. Saibam que a “indústria” da motivação ganha rios de dinheiro, palestrantes nacionais e internacionais, alguns muito conhecidos, trabalham com essa temática há muitos anos e prometem “milagres” como motivar para vender, motivar para trabalhar em times. O problema é que isso acontece em um hora, o que de fato muda em uma hora? 
E por que esse serviço ainda vende tanto? Genteee....parem por favor....essa é fácil....porque as pessoas querem milagres, atalhos, o caminho mais curto, o jeitinho mais rápido. Querem ver, separei exemplos: melhor demitir um colaborador do que desenvolvê-lo né? Melhor tomar remédio para emagrecer do que fazer dieta e mudar hábitos em sua vida, não acham? Melhor pegar carona no sucesso alheio do que fazer o seu caminho e por ai vai...As pessoas estão carentes demais então, tudo que parece solucionar algum dilema e que seja imediato é de fácil aceitação para a maioria.

Tem mais um detalhe, muitas vezes as pessoas ficam ainda mais frustradas porque ao sairem das "palestras milagrosas", não conseguem implantar nada em sua rotina(porque mudar como ja sabemos, não é milagre), o que acaba gerando mais frustração em suas vidas e carreiras.

No que acredito então? Eu acredito que motivação é algo interno e que apenas cada ser humano pode alimentar. Sendo assim, o externo não motiva, não tem esse controle e nem esse poder. Para Stephen Robbins, 2009 a motivação é resultante da interação do indivíduo com a situação e seu nível varia de indivíduo para indivíduo. Sua definição foi dada como o processo que determina a intensidade, a direção e a persistência dos esforços de uma pessoa para alcançar sua meta. 
Agora, eu acredito que somos capazes de inspirar as pessoas. Quando inspiramos nós podemos influenciar as pessoas a se conectarem com aquilo que as motiva e então, agir. Inspirar através do exemplo pode ser um caminho. Inspirar para a ação, só há algo que fara você ter mudanças em sua vida: agir!

Ainda sobre o que eu acredito: no trabalho contínuo, no monitoramento constante dos aprendizados baseados em experiências, isso sim,  podem provocar transformações sustentáveis e significativas.

Então, não é que eu desvalorize as palestras motivacionais mas não acredito no que prometem no sentido de em um curto espaço de tempo você mude. Agora eu desejo é que você, se quer mudar, encontre motivos internos que gerem movimentos em você, porque é no movimento que acontece a mudança, é no movimento que você aprende, inclusive sobre o que o motiva ou não. É no movimento que você também inspira outras pessoas.

Por isso, antes de ir numa próxima palestra, seja crítico...não é uma linha a mais no seu currículo que o fará melhor. Pense nisso!!!

4oito

Deixe seu comentário