Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Wilsão: "falta de gols sempre preocupa"

Tigre marcou apenas seis vezes nos últimos dez jogos e precisa da vitória contra o Oeste para sair do Z-4
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 26/08/2019 - 16:29Atualizado em 26/08/2019 - 16:30
Foto: Jota Éder
Foto: Jota Éder

Nas últimas 10 rodadas, apenas seis gols. Esse é o desempenho ofensivo do Criciúma após a Copa América. Na zona de rebaixamento com 18 pontos, o Tigre precisa voltar a ter um ataque efetivo para sair da situação incômoda na tabela. Em preparação para o jogo contra o Oeste, na terça-feira, 20h30 no Heriberto Hülse, o técnico interino Wilsão falou sobre a falta de gols do time.

"É sempre preocupante quando tu não faz gols. Quando tu não ganha os jogos e tem uma boa qualidade de posse de bola e oportunidades, deixa uma esperança. O gol é consequência do momento, vamos com confiança de novo e esperamos que seja uma noite iluminada e a gente faça os gols necessários", avaliou Wilsão.

O técnico falou sobre a partida contra o Oeste e a possibilidade de manutenção da equipe, apenas com o retorno de Marlon na lateral esquerda. O time deve ser definido no treino desta segunda.feira.

"É uma tendência (a manutenção do time). O importante é que a gente tem um elenco com capacidade, independente de quem jogar, vai fazer o melhor. No futebol, uma repetição é sempre importante. Vamos ver o que corresponde melhor a esse jogo"

Vindo de uma derrota em casa para o Bragantino, mas com dois empates nos últimos jogos fora de casa, Wilsão mais uma vez destacou a obsessão do Tigre por apenas um resultado: a vitória.

"Obrigação sempre de fazer o melhor, independente de onde jogar. A posição é incomoda, a gente precisa do resultado, mas não adianta atacar de qualquer jeito, tem que ter organização", finalizou.