Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Voltaço, adversário do Tigre na Série C, goleou o Fluminense

O criciumense Luizinho Vieira, técnico do Volta Redonda, foi entrevistado pelo Som Maior Esportes e disse que clube mira o acesso
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 29/06/2020 - 12:02Atualizado em 29/06/2020 - 12:07
Luizinho Vieira é o técnico do Volta Redonda / Divulgação
Luizinho Vieira é o técnico do Volta Redonda / Divulgação

O Volta Redonda surpreendeu o Brasil no domingo, 28, ao aplicar uma goleada no Fluminense. Pela 4ª rodada da Taça Rio, o Voltaço bateu o Tricolor por 3 a 0 no Engenhão, com gols de Pedrinho e Saulo Mineiro (2x). Adversário do Tigre na Série C, a partida contra os cariocas na competição nacional está prevista para a 5ª rodada, ainda sem data para acontecer.

No Som Maior Esportes desta segunda-feira, João Nassif e Mário Lima entrevistaram o técnico do Volta Redonda, o criciumense Luizinho Vieira. De acordo com o ex-jogador do Tigre, o objetivo do Volta Redonda na Série C é o acesso.

"O clube pensa no acesso. Toda a programação que foi feita, desde o ano passado, o Volta Redonda tem uma espinha de dois a três anos. A manutenção desse grupo para posterior jogar a Série C, estamos atrás de três peças para poder reforçar. Estamos seguindo o planejamento à risca e o time vem crescendo. A gente vê um time comprometido, organizado e com ambições", projetou.

No elenco, chama a atenção o nome do meio-campista Bernardo, hoje com 30 anos. Revelado pelo Cruzeiro, teve passagem de destaque pelo Vasco. Porém, o comportamento extra-campo prejudicou a carreira do jogador, que foi contratado pelo Voltaço para a disputa do Carioca deste ano, após passagem pelo futebol da Arábia Saudita.

Na temporada, o principal destaque do clube é o atacante João Carlos, 33 anos, vice-artilheiro do Campeonato Carioca, com sete gols marcados. Está atrás apenas de Gabigol, que tem oito. 

Luizinho destacou a boa partida contra o Fluminense no domingo. "Foi um jogo bom. A gente fez uma pré-temporada de novembro muito boa. Com a parada da pandemia, consegui achar o equilíbrio do time, então a gente não perdeu muito tempo da parte tática. Foram 12 dias para o jogo, a ênfase foi o fortalecimento muscular dos atletas e fizemos trabalhos para relembraar a função dos atletas"

"Tivemos ritmo e intensidade para fazer um grande jogo que nos colocou novamente na briga pela classificação na Taça Rio. O jogo era muito importante para dar seguimento na competição e colocar a saúde mental dos atletas em dia. A pandemia traz um prejuízo em relação à parte emocional, a desconfiança e o medo", concluiu. 

Na Taça Guanabara, o Volta Redonda chegou até a semifinal, sendo eliminado pelo Boavista. Na Taça Rio, ocupa novamente o segundo lugar do grupo B, atrás apenas do Fluminense. Tem sete pontos conquistados em quatro partidas.