Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

UPA da Próspera continua com a demora

Mais um caso registrado em que paciente espera por até quatro horas
Por Criciúma, SC, 18/03/2019 - 18:20Atualizado em 18/03/2019 - 18:52
Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna
Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Mais um dia em que a demora foi o assunto mais falado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Próspera. Berenice de Souza Tomé foi quem reclamou desta vez, mas não é a primeira vez que isso acontece com ela. Semana passada, a usuária chegou às 14h e foi atendida às 19h. Nesta segunda-feira (18), foi das 9h às 14h sem ser atendida. "Minha mãe tem 67 anos, passava todo mundo e não chegava a vez dela. Sai de lá e levei para o Hospital São José. Foi atendida, e diagnosticada que está com começo de pontada. É uma vergonha o que a UPA está fazendo", conta, revoltada.

De acordo com o vice-presidente do Instituto Maria Schmitt (IMAS), que é o gestor da UPA, Ricardo Ghellere, não há uma explicação para isso, já que a procura aumentou muito nas últimas semanas. O instituto tem a obrigação, por contrato, de oferecer três médicos para o atendimento. "Eles estão lá, mas não estão dando conta. No contrato era previsto uma média de atendimentos de 200 pessoas, mas o número aumentou", concluiu.