Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Unimed: a maior cooperativa de saúde do mundo

Leandro Avany Nunes conta um pouco sobre a importância da entidade na região
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 08/07/2020 - 13:55Atualizado em 08/07/2020 - 14:48
Foto: arquivo / 4oito
Foto: arquivo / 4oito

Tida como uma das grandes referências em atendimento médico em todo o país, a Unimed vem ganhando ainda mais força com o passar dos anos, e seu trabalho está sendo ainda mais destacado durante a pandemia de Covid-19. O que poucos sabem é que a entidade não é privada, mas sim uma cooperativa - a maior cooperativa de saúde do mundo.

Em comemoração ao Dia do Cooperativismo, ocorrido em 4 de julho, a rádio Som Maior está com uma série de entrevistas mostrando a atuação das cooperativas de Santa Catarina e região. Nesta quarta-feira, 8, foi a vez da Unimed de Criciúma, presidida pelo doutor Leandro Avany Nunes.

"A Unimed é a maior coopeartiva de saúde do Brasil e, também, do mundo. Só na unidade de Criciúma nós temos 440 coopeardos, além de 70 mil clientes. No Brasil, são mais de 15 milhões de clientes, dos quais 1,5 milhões estão em Santa Catarina", destacou Leandro.

A cooperativa médica já possui mais de 20 anos, mas a história de Leandro dentro da entidade começou ainda em 2003. Na época, ele era cirurgião cooperaado, até que em 2008 foi convidado a ser diretor. Foram oito anos como diretor, dois anos afastados e, em seu retorno, Leandro assumiu a presidência da unidade criciumense.

"A Unimed tem uma grande importância, porque o maior princípio das cooperativas é dar atenção a comunidade. Nunca se pode agir como como uma empresa privada que visa lucro, precisa interagir com a comunidade. Vimos essa importância na pandemia, em que as cooperativas de saúde tiveram uma atuação muito prevalente e mais importantes no sistema de saúde quanto as empresas privadas", destacou.

Além disso, as cooperativas médicas fazem a junção de dar o melhor atendimento possível ao cliente e, ao mesmo  tempo, a remuneração adequada ao profissional de saúde. "Damos todo o apoio para que ele possa exercer as suas atividades de forma plena, tendo condições técnicas, de equipamentos, materiais para exercer sua profissão no máximo", comentou.