Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Todas as semifinalistas dos Jasc apresentavam situação irregular

Após exclusão da equipe feminina de futebol, delegação de Criciúma entrou com pedido para a eliminação das rivais, o que foi atendido
Redação
Por Redação Criciúma - SC, 06/11/2019 - 18:29Atualizado em 06/11/2019 - 18:40
Divulgação
Divulgação

Após a eliminação da equipe feminina de futebol por inclusão irregular de atleta, a delegação de Criciúma entrou com um pedido de punição para as outras três equipes que disputaram a semifinal da modalidade de Futebol Feminino dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) de 2019. 

A comissão disciplinar responsável por julgar estes casos entendeu que a situação de Chapecó, São José e Caçador é idêntica à de Criciúma e aplicou a mesma pena de perda de pontos e exclusão.

Todos os municípios punidos relatam terem sido induzidos ao erro por conta de má orientação da Fesporte. Desta forma, e em conjunto, todos solicitaram que o Tribunal de Justiça Desportiva intime o presidente e o Diretor Técnico da Fesporte para que prestem os esclarecimentos por conta da má orientação dada.

Todos os municípios entraram com recurso solicitando reconsideração da decisão da Comissão Disciplinar por parte do Tribunal de Justiça Desportiva. O recurso de Criciúma será julgado nesta quinta-feira, 7, às 10h. O município, assim como os demais, entende que o regulamento é falho e deixa espaços para interpretações equivocadas.