Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Tigre estuda plano de sócios para torcedores de baixa renda

Projeto está sendo trabalhado. Sócio 10 mil será registrado até segunda, e clube já calcula alcançar 12 mil associados
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 25/03/2022 - 07:20 Atualizado em 25/03/2022 - 08:18
Vilmar Guedes e o presidente Anselmo Freitas / Foto: Celso da Luz / Criciúma EC
Vilmar Guedes e o presidente Anselmo Freitas / Foto: Celso da Luz / Criciúma EC

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O Criciúma vai finalmente conseguir criar um plano de sócios para torcedores de baixa renda terem acesso a jogos no estádio Heriberto Hülse. "Verdade, estamos sim estudando uma nova campanha para sócios torcedores com renda mínima, renda de um salário mínimo. Está em estudo na direção do clube e, com isso, dá para sonhar com 12 mil sócios ainda esse ano, com toda a tranquilidade", anunciou o vice-presidente de Finanças do clube, Vilmar Guedes, em entrevista ao programa Ponto Final, na Rádio Som Maior, nesta quinta-feira (24).

"Aquele cidadão que ouve a Som Maior em casa, nos bairros, que estão fora do processo pois o ingresso tem um peso, tem a locomoção, o lanche no estádio, tudo isso faz com que esse torcedor fique fora do processo. É esse torcedor que também queremos no estádio", frisou. "Estamos estudando sim, em um curto espaço de tempo estaremos anunciando um projeto nessa direção. A ideia é abrir o clube e popularizar, nesse caminho que vamos", reforçou.

Rumo aos 10 mil

Enquanto isso, o Criciúma segue firme no caminho para chegar aos 10 mil sócios projetados para a Série B do Campeonato Brasileiro. O clube já se aproxima dos 9,9 mil associados nesta sexta-feira (25). "Iniciamos a segunda quinzena de dezembro com 1,6 mil sócios adimplentes e estamos há poucas horas de atingir 10 mil sócios. É uma marca muito importante, que conduz o Criciúma a ficar entre os 15 clubes com mais sócios torcedores no Brasil, é uma marca que garante uma receita de 75% de uma cota de TV", destacou Guedes. 

Leia também - Criciúma perto dos 10 mil sócios

O vice-presidente projeta que o sócio 10 mil será confirmado na manhã da próxima segunda-feira (28). "Nós lançamos no sistema do clube alguns sócios decorrentes de empresas parceiras. Isso deu um impulso bacana, isso é possível, mas conto com a possibilidade maior de na segunda-feira pela manhã, com 100% de certeza, teremos os 10 mil sócios", contou. "Tivemos 110 dias para as pessoas virem até o clube, fazerem adesão, importante que o Criciúma valorize o sócio que vai pagar durante o ano todo e está fidelizando o clube", emendou.

O salto do quadro social do Criciúma tem chamado a atenção de clubes grandes, como o caso do Botafogo. "O clube trabalhou muito, nossa gratidão ao torcedor do Criciúma, que agradeceu a todos. Eu estive no Rio conversando com o presidente do Botafogo e ele perguntava como que faz para conquistar tantos sócios. É um número importante, o Criciúma terá público nos jogos, independente do nível do jogo", lembrou.

Meio estádio lotado

Vilmar Guedes foi para os cálculos, e concluiu que o Criciúma já tem 50% de lotação do Heriberto Hülse garantida só com associados. "Estamos com 50% da capacidade do estádio tomada, comprometida com os sócios, o clube precisa destinar 20% da lotação para o visitante então temos um espaço ocioso para negociar com ingressos avulsos. Teve momentos que achei que estávamos subestimando, hoje podemos dizer que vamos ultrapassar os 10 mil sócios. Em nenhum momento estabilizou, sempre cresceu nos últimos meses. Dá para sonhar com números maiores e melhores", frisou.

No segundo semestre do ano passado o Criciúma chegou a ter menos de 1 mil sócios pagantes. "Oscilava muito. Chegou a ter 900 sócios adimplentes, o clube chegou a ficar quatro meses sem captar um sócio sequer. A torcida deu uma resposta importante", destacou. Com a quantidade de sócios, o dirigente projeta casa cheia inclusive nas partidas da Série B do Campeonato Catarinense. "Um jogo contra o Guarani de Palhoça, por exemplo, com 8 mil espectadores, será muito bacana, fará muita diferença", afirmou Guedes.

Na Série B, ingressos caros

O Criciúma já definiu que os ingressos custarão R$ 120 para arquibancadas e R$ 200 para cadeiras no Campeonato Brasileiro. "A retenção do sócio, a valorização do sócio torcedor é uma premissa inegociável para essa gestão. Quem quiser vir avulso vai pagar o preço de mercado, fizemos uma pesquisa em alguns clubes do futebol brasileiro, especialmente no Nordeste onde tem preço mais baixo. Uma cadeira no Sport custa R$ 150, teremos números que valorizam o sócio torcedor. Não vai ter ingresso barato. Estamos entrando com o terceiro módulo, ainda dá tempo de se associar", observou.

A Série B começa no próximo dia 8. O Tigre vai estrear fora de casa contra o CSA, em Maceió. Nesta sexta (25), às 10h, o Criciúma disputa jogo-treino contra o Athletico (PR) às 10h, no CT do Caju em Curitiba.

Ouça a entrevista do vice-presidente Vilmar Guedes no podcast:

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito