Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Tigre em busca das variáveis para finalmente ganhar (VÍDEOS)

Gilson Kleina não confirma o 3-5-2, mas testa alternativas para iniciar a reação na Série B
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 20/05/2019 - 16:25Atualizado em 20/05/2019 - 16:28
Foto: Jota Éder / Timaço / Rádio Som Maior
Foto: Jota Éder / Timaço / Rádio Som Maior

A possível mudança do sistema de jogo do Criciúma para um 3-5-2, indicada após a derrota por 3 a 1 para o Atlético Goianiense e também nos trabalhos deste domingo, não foi confirmada nesta segunda-feira pelo técnico Gilson Kleina, na véspera do jogo contra o Guarani.

"Estamos tentando ser mais efetivos. O que mais chama é que temos mais posse de bola, trocamos passes mas não estamos sendo contundentes nem verticais", aponta. "Estamos tentando consistência e fazer algumas situações para criar algum outro mecanismo, para ver se a equipe possa ser mais efetiva do meio para a frente", detalha.

Kleina prepara um time com novidades na defesa. Derlan está voltando, ganhando a vaga de Léo Santos, e Maicon também deve retornar, formando o trio de zagueiros completado por Sandro. O Tigre deverá ter Paulo Gianezini, Maicon, Sandro e Derlan, Marcos Vinícius, Adílson Goiano, Wesley, Eduardo e Marlon, Léo Gamalho e Vinícius. Mas o técnico não confirmou isso, apenas disse que "aproveitamos o tempo curto para testar variáveis".

"Tivemos uma situação fora de casa que não foi boa, nossa atitude foi muito ruim, temos que passar confiança e ter poder de marcação maior. Estamos fazendo trocas pensando para a frente e encaixando a característica da equipe", observa.

O treino apronto da tarde desta terça, no Majestoso, é fechado, sem acesso para a imprensa. Kleina adiantou que, durante parte do trabalho final antes do jogo desta terça, haverá um teste com Daniel Costa entre os titulares. "Não podemos ser vulneráveis nem omissos", aponta.

Muita cobrança

O pós derrota de sexta foi de cobrança. E forte. Uma reunião de cerca de uma hora foi realizada no CT, neste domingo, antes do treino. "Eu não posso pensar nisso, tenho que pensar no trabalho", disse Kleina. 

A hora é de resgate da confiança. "Sabemos o sofrimento de todos os jogadores, mas estamos trabalhando o lado emocional, mobilizando e trabalhando em cima do talento desses jogadores. Eles tem muita qualidade, esperamos que o coletivo possa fazer a diferença", avalia o técnico. "Não adianta pensar no adversário se não buscarmos a nossa identidade", disse, descartando que eventuais mudanças estejam sendo feitas somente com a leitura do Guarani, o desafiante desta terça.

Vai contratar

Se o Criciúma for contratar, será somente depois da Copa América, na parada que ocorrerá daqui a quatro rodadas. O clube confirmou que cogitou a possível contratação do atacante Vico, do Grêmio, mas o jogador está descartado pelo departamento de futebol.

Ouça no podcast a entrevista coletiva concedida por Gilson Kleina nesta segunda-feira.