Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Serginho e a cultura no Nações

Ex-presidente da Fundação Cultural coordena projetos que estão incrementando a programação do shopping
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 12/12/2018 - 16:05Atualizado em 12/12/2018 - 16:09
Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna
Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna

"Já virei a página. Fechou a cortina para a próxima cena, corta tudo”. É assim, transbordando gosto pelo que faz, que o ex-presidente da Fundação Cultural de Criciúma, Serginho Zappellini, apresenta-se como produtor cultural, que vem emprestando seu talento ao Nações Shopping.

“Começamos com alguns projetos e hoje já temos um calendário completo para 2019”, alegra-se, enfatizando o papel importante que o shopping está exercendo no fomento da cultural local. “Fazendo muitas coisas que a Fundação não tinha condições”, relata.

Zappelini conta que a parceria começou justamente no seu período de presidente da FCC. “Houve vários eventos que Nações e Fundação assinaram juntos mas, na verdade, o shopping entrava com tudo”, explica. O grande diferencial, que vem colaborando para que um calendário efetivo tenha sido montado, é que o Nações oferece incentivo aos artistas. “Eles pagam cachês. Isso ajuda muito, não pelo ganho, mas pelo amparo”.

Apoio importante

Os recentes festivais de rock, que reuniram 20 bandas, e de música gospel, com outros 20 grupos, já funcionaram nesse modelo, organizados por Zappelini e bancados pelo Nações. “Trouxemos 16 grupos folclóricos, 40 grupos de corais e agora já temos a programação do próximo ano, com teatro, balé, hip hop e dezenas de trabalhos”, aponta.

Além do cachê, o Nações oferece toda a infraestrutura de palco, som, espaço físico e até alimentação. “Infelizmente a Administração Municipal não estava levando para esse sentido, nem edital do Fundo de Cultural a Prefeitura conseguir abrir”, lamenta. Em contrapartida, o Nações está lançando um edital para contratar próximas atrações. “Quem quiser fazer exposições na Via Milano, por exemplo, terá essa alternativa”.

Palco Cultural

Atualmente, Zappelini está envolvido na coordenação do Palco Cultural, que começou na segunda-feira e apresenta toda noite, a partir das 19h30min, corais da região na Praça de Alimentação. Hoje é a vez dos corais Rogacionista e Encantos do Futuro. Essas apresentações vão até o dia 21. “São 28 corais no total, todos remunerados e reconhecidos na região. Está sendo um trabalho bem legal”.

Outra aposta do Nações vem sendo no Natal. “Montamos uma banda do Papai Noel que fez uma parada pelos corredores, muito bonita e que deu muito certo, colocou o shopping no clima”, comemora.

Mais uma meta para 2019 é a realização de uma Feira do Livro no Nações. “Sugeri que o shopping busque captações com a Lei Rouanet, afinal está oferecendo muitas atrações culturais”, conclui.