Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sem tempo a perder nas obras do calçadão

O domingo foi de trabalho na frente de obras no Balneário Rincão. Meta é entregar em novembro
Denis Luciano
Por Denis Luciano Balneário Rincão, SC, 21/07/2019 - 16:45Atualizado em 21/07/2019 - 17:01
O cenário hoje no futuro calçadão da beira mar do Rincão / Fotos: Denis Luciano / 4oito
O cenário hoje no futuro calçadão da beira mar do Rincão / Fotos: Denis Luciano / 4oito

No primeiro mês de obras em andamento, a segunda etapa da Avenida Beira Mar no Balneário Rincão está intransitável no trecho em obras. Cenário que estará muito diferente entre novembro e dezembro, quando a extensão de 1 quilômetro e 60 metros entre a Rua Rio de Janeiro e a SC-445, junto à plataforma norte, for 100% urbanizada e concluída.

E não há tempo a perder. Uma equipe trabalhava na tarde deste domingo, com maquinário e uma equipe atuando na instalação de redes de drenagem e colocação de postes de madeira entre a futura calçada e o cordão de dunas.

“A primeira etapa do calçadão mudou a nossa cidade, e essa nova trará ainda mais desenvolvimento para a cidade", defende o prefeito Jairo Custódio. No ano passado, a primeira etapa, com quase 1 quilômetro, foi construída entre maio e dezembro, sendo uma grande atração da última temporada. "É uma obra que as pessoas aprovaram e que trouxe outro visual para o Rincão", define.

A segunda etapa conta com investimento de pouco mais de R$ 3,5 milhões, e no projeto constam quatro praças, sete passagens em direção ao mar, pista de caminhada, quatro academias ao ar livre e parques infantis, além de iluminação nos mesmos moldes e bolsão de estacionamento. "Essa via terá, no trecho agora em obras, via única, de saída. A entrada na praia será por uma via paralela que também receberá melhorias para a temporada", informa o prefeito, confirmando a novidade viária que o Rincão ganhará.

A opção pela mão única no sentido da Rio de Janeiro até a SC-445 se deu também pela menor largura entre as edificações e as dunas nessa parte da orla. Mesmo assim, haverá no trecho bolsões de estacionamento, como os da primeira etapa. "É um projeto inovador e desenvolvido com muita dedicação pela nossa equipe”, afirma Custódio.

A drenagem, no mesmo molde que está sendo feito agora, foi executada no ano passado, e já passou no teste. "Tivemos aquele temporal forte de maio, outras ruas do balneário tiveram problemas, mas ali não, a água escoou bem, não houve qualquer ponto de alagamento no calçadão novo", explica o prefeito.

Por enquanto, muita terra revirada e acesso aos imóveis do ponto onde está a frente de obras só é possível a pé. "É um transtorno necessário", observa Custódio, pedindo paciência aos moradores.

Em alguns pontos a nova drenagem já está instalada e é visível. As lajotas retiradas do trecho serão reutilizadas na pavimentação de outras vias da cidade. A Cooperaliança retirou luminárias, refletores e postes, desmontou a rede de baixa tensão da iluminação pública e será responsável por instalar a nova rede subterrânea, que vai colaborar para estética, manutenção, segurança e acessibilidade.