Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

SC em segundo lugar no ranking do tesouro nacional

STN, vinculada ao Ministério da Economia, publicou o Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal atualizado
Redação
Por Redação Florianópolis, SC, 20/10/2020 - 15:10Atualizado em 20/10/2020 - 15:25
Governador Carlos Moisés / Foto: Julio Cavalheiro / Secom
Governador Carlos Moisés / Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Santa Catarina subiu cinco posições no Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal 2020 da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia, divulgado nesta segunda-feira, 19. A publicação, que foi realizada com base nos dados de 2019, avalia a qualidade e a consistência nas informações enviadas pelos estados e o Distrito Federal ao Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi). “Este é mais um resultado do trabalho que estamos realizando em Santa Catarina, uma gestão mais eficiente, transparente e comprometida em aplicar os recursos públicos com responsabilidade”, enfatizou o governador Carlos Moisés da Silva.

Atrás apenas de Pernambuco, o Estado ocupa a 2ª posição, registrando 225.5 pontos nas categorias de avaliação. “A classificação de Santa Catarina no Ranking comprova a evolução da gestão fiscal responsável do Estado, bem como a melhoria contínua de transparência das informações e visão integrada das gestões orçamentária, financeira e contábil”, afirma a secretária adjunta da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), Michele Roncalio. Na publicação de 2019, com base nos dados de 2018, Santa Catarina ocupava a 7ª posição.

O estudo compara o desempenho de todos os entes federativos em quatro dimensões de verificação: Gestão da informação, Informações Contábeis, Informações Fiscais e Informações Contábeis x Informações Fiscais. Cada verificação incorpora conceitos dos Manuais de Contabilidade Aplicado ao Setor Público e Demonstrativos Fiscais, e nas Instruções e Guias de Preenchimento do Siconfi.