Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Santa Catarina recebe doses da vacina Pfeizer (VÍDEO)

Neste primeiro momento, as doses serão utilizadas como um teste de logística de aplicação para os municípios da Grande Florianópolis
Redação
Por Redação Florianópolis, SC, 28/04/2021 - 17:46Atualizado em 28/04/2021 - 17:51
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Governo de Santa Catarina recebe no início da próxima semana, com previsão de chegada na segunda-feira, 3, a primeira remessa com 17.550 doses da vacina do laboratório Pfizer. O lote será distribuído aos municípios de Florianópolis e São José. Serão 10.530 doses para Florianópolis e 7.020 para São José. 

“Essas doses, neste primeiro momento, serão utilizadas como um teste de logística de aplicação para os municípios da Grande Florianópolis”, explica o superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário. 

As doses vão chegar à Santa Catarina congeladas a uma temperatura de -20º graus. A essa temperatura, as doses podem ser mantidas por até 14 dias. Por esse motivo, neste momento, não haverá a necessidade de armazenar as doses em ultracongeladores.

Após sair da temperatura de -20º graus, as doses podem ser mantidas a uma temperatura de 2 a 8 graus por um período de cinco dias, o que facilita o transporte e a utilização pelos municípios.

“As vacinas que já utilizamos atualmente dos fabricantes Sinovac/Butantan e Oxford/AstraZeneca também são mantidas a uma temperatura de 2 a 8 graus, então os municípios já têm estrutura para este tipo de armazenamento”, explica o diretor da DIVE, João Augusto Brancher Fuck. 

As doses da vacina Pfizer serão utilizadas para a vacinação de idosos com idade entre 60 e 64 anos. “Essa vacina também é aplicada em duas doses, com um intervalo de 21 dias entre a aplicação da dose 1 e dose 2. Por isso, quem tomar essa vacina deve ficar atento à data de retorno”, explica a gerente de imunização da DIVE/SC, Arieli Fialho. 

 

 

Santa Catarina vai receber seis ultracongeladores do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde já informou que vai enviar ao estado de Santa Catarina seis ultracongeladores (4 de 500 a 600L e 2 de 700 a 800L) que farão parte da estrutura física da Central Estadual de Rede de Frio e também para abastecer as centrais regionais em uma futura expansão da estratégia de vacinação com a vacina da Pfizer. Ainda não há previsão de recebimento desses ultracongeladores.