Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Rogério Christofoletti cita os perigos da agenda anti-jornalista

Ele estará na Satc amanhã para uma conversa com acadêmicos e profissionais
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 20/11/2019 - 09:32
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Satc recebe nesta quinta-feira, 21, o jornalista Rogério Christofoletti, professor do Departamento de Jornalismo da UFSC, autor de livros e pesquisador CNPq. Será um debate com os acadêmicos e convidados sobre os assuntos atuais do jornalismo. Nesta quarta-feira, 20, ele concedeu uma entrevista ao Programa Adelor Lessa, destacando a agenda anti-jornalística.

“Isso é muito ruim, é o que eu chamo de agenda anti-jornalista. Eles vem atacando os meios de comunicação, porque acreditam que assim podem controlar a cabeça da população, ao fazer isso, eles atacam uma categoria profissional legítima. Eles podem sair nas ruas e voltar com informações importantes”, destacou.

Ele destacou que esta postura vem sendo adotada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), Donald Trump nos Estados Unidos e pelo presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan. Diz que alguns veículos de comunicação vem tentando reagir, mas a maioria fica apático. Citou como exemplo o cancelamento de uma assinatura de jornal, que nenhum outro deu apoio.

“As informações que vem a promover o governo, essas eles acabam deixando. Isso é propaganda, isso é marketing, é uma outra forma de comunicação, que também é legítima. É muito perigoso para o jornalismo quando um político o-persegue, é perigoso para a democracia”, afirmou.

Na Satc

A iniciativa é uma atividade interdisciplinar entre as aulas de Crítica de Mídia e Assessoria de Imprensa Digital. O evento está marcado para às 19h, na Biblioteca Sebastião Netto Campos, aberto a comunidade em geral.

“As empresas, as instituições e o jornalismo também precisa fazer essa autocrítica. As pessoas formam suas noções de realidade muito por causa dos meios de comunicação, tudo isso chega pelos meios de comunicação, há muita interferência, para a formação dessa ideia do que se passa no momento presente”, contou.

Tags: satc jornalismo