Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Reforma da Previdência é tentativa de que o servidor público trabalhe mais, diz Upiara Boschi

Confira o quadro Plenário desta quinta-feira, 29, no Programa Adelor Lessa
Letícia Ortolan
Por Letícia Ortolan Florianópolis - SC, 29/07/2021 - 09:31Atualizado em 29/07/2021 - 09:37
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

O quadro Plenário desta quinta-feira, 29, do Programa Adelor Lessa, o jornalista político Upiara Boschi deu sua opinião sobre a verdadeira intenção da Reforma da Previdência em Santa Catarina. Para ele, faz parte de uma tentativa de fazer o servidor público trabalhar por mais tempo, pois o déficit só termina quando uma geração inteira de servidores deixa o fundo. Além de querer aumentar a taxação de contribuição, inclusive daqueles que são inativos. 

Boschi destacou que em 2015, houve uma Reforma da Previdência que aumentou a taxação sobre os contribuintes para 14%. No entanto, na época não podiam mexer nas idades mínimas porque a legislação federal era descompatível. “Agora é compatível, então se faz esse ajuste e aí tem toda uma questão de adaptação. Tinha gente que iria trabalhar mais quatro meses e pela nova reforma, teria que ficar mais sete anos de serviço”, salientou. 

Atualmente a taxação de 14% é exigida dos inativos que ganham mais de R$ 6.600, porém com o projeto desta reforma, passaria a valer para praticamente todos os aposentados. Em relação às novas propostas apresentadas ontem na Assembleia Legislativa, Boschi acredita que o governo quis amenizar a situação. “O governo suavizou o projeto, especialmente os civis da segurança pública que se sentem discriminados em relação aos militares”, apontou o jornalista.

Ouça o quadro Plenário completo abaixo: