Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

PSL de SC busca suspender deputados bolsonaristas

Ana Campagnolo, Jessé Lopes, Felipe Estevão e Sargento Lima são os deputados "mirados" pelo partido catarinense
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Florianópolis - SC, 06/03/2020 - 11:05Atualizado em 06/03/2020 - 11:06
Foto: divulgação
Foto: divulgação

O Partido Social Liberal (PSL) de Santa Catarina se reúne na próxima quarta-feira, 25, em sua executiva estadual em Florianópolis, com o objetivo de suspender os deputados bolsonaristas desalinhados com o governo Moisés. Ana Campagnolo, Jessé Lopes, Felipe Estevão e Sargento Lima são os deputados “mirados” pela reunião.

“A estratégia é fazer com que esses [deputados bolsonaristas] percam posições nessas comissões, para que esses lugares sejam ocupados pelos dois únicos dos seis deputados do PSL de SC alinhados com Moisés, Coronel Mocellin e Ricardo Alba”, ressaltou o jornalista Marcelo Lula.

O objetivo das lideranças do partido em Santa Catarina é baseada no regimento da Câmara dos Deputados, em que o PSL nacional suspendeu os deputados federais bolsonaristas. Apesar disso, há duas situações que podem impedir que tais deputados sejam de fatos suspensos.

“O primeiro desses motivos se deve ao fato de que, no regimento da assembleia, não existe essa omissão. Já o segundo é que os casos omissos do regimento do parlamento catarinense podem ser resolvidos através do regimento da Câmara mas, mesmo que esta deseje uma interpretação baseada em Brasília, são seria possível aplicar, já que o regimento do PSL no estado não foi escrito pelos parlamentares, mas sim pelo partido”, destacou Marcelo.