Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Pronampe Emergencial SC já tem mais de mil empresas atendidas

Programa do BRDE financiou R$ 140 milhões para micro e pequenos empreendedores
Por Redação Criciúma, 22/01/2024 - 15:40 Atualizado em 22/01/2024 - 15:45

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Após pouco mais de três semanas do lançamento do Pronampe Emergencial SC, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) alcança a meta de contratações voltadas para micro e pequenas empresas catarinenses. Ao todo, foram financiados R$ 140 milhões, com recursos para 1.083 empreendedores em 87 municípios afetados pelas enchentes de outubro e novembro do ano passado.

Além dos prazos de pagamento e carência estendidos pelo banco, o Governo de Santa Catarina subsidiou 50% e 100% da taxa de juros nos municípios com decreto de emergência ou estado de calamidade pública, respectivamente. 

“A ação foi muito importante para socorrer quem teve prejuízo e precisava retomar seus negócios. A parceria com as cooperativas de crédito foi essencial para que o crédito pudesse chegar mais longe e mais rápido. Tivemos um ticket médio de contratações no valor R$ 130 mil, o que permitiu que o empreendedor pudesse investir, manter os empregos e continuar com as portas abertas”, ressalta o presidente do BRDE, João Paulo Kleinübing

Um dos exemplos atendidos é o do empresário Alexandre Jasper, proprietário de um restaurante em Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí. Ele precisou recorrer ao Pronampe Emergencial SC após o local ser inundado. “Não deu tempo de nada. Durante o horário de almoço, a água invadiu o estabelecimento e destruiu tudo. Eu entrei em desespero”, relata. Dentro do restaurante, equipamentos e produtos ficaram de baixo d´água. Alexandre conta que em 25 anos de trabalho, nunca havia acontecido algo parecido. O recurso do programa ajudou na retomada dos atendimentos e na diminuição dos prejuízos. “É graças a esse incentivo do governo que estamos conseguindo nos recuperar", conta.

O governador Jorginho Mello ressaltou a importância da iniciativa para minimizar os efeitos econômicos e sociais e preservar os níveis de emprego e renda nas regiões afetadas. “Quem teve prejuízo tinha pressa no crédito e foi o que conseguimos fazer. O dinheiro chegou rápido para os empresários que precisavam de capital de giro para voltar a trabalhar”, mencionou.

Regiões beneficiadas

Entre as regiões com maior volume de contratações do Pronampe Emergencial SC, estão o Vale do Itajaí com R$ 81,9 milhões, o que corresponde a cerca de 58% dos recursos contratados (631 empresas); na sequência a região Oeste com R$ 44,2 milhões (332 empresas) alcançando 31,5% do total financiado; seguido das regiões Sul com R$ 5,5 milhões (49 empresas); Serrana com R$ 4,5 milhões contratados (38 empresas); Norte catarinense com R$ 3,8 milhões (29 empresas) e Grande Florianópolis com uma empresa beneficiada.

“O Pronampe Emergencial cumpriu o objetivo que estar perto daquelas regiões mais afetadas pelas cheias. Essa parceria com o Governo do Estado e as cooperativas ofereceu o suporte financeiro necessário para que as pessoas pudessem reconstruir seus negócios e, em menor tempo possível, recuperar a sua capacidade produtiva”, destaca o diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos do BRDE, Mauro Mariani.

Na lista de cidades com maior volume de recursos liberados está Rio do Sul com R$ 17,5 milhões em financiamentos para 138 empresas; seguido dos municípios de Taió (R$ 14,5 milhões para 113 empresas), Cunha Porã (R$ 10,5 milhões para 73 empresas), Maravilha (R$ 6,6 milhões para 49 empresas) e Pouso Redondo (R$ 6 milhões para 46 empresas).

Ao todo, foram 15 municípios atendidos com 100% do subsídio dos juros, com um montante de financiamento na ordem de R$ 71,3 milhões. Foram 556 micro e pequenas empresas atendidas nas cidades que decretaram calamidade pública. Entre os municípios com maior volume contratado estão: Laurentino (R$ 2,7 milhões), Trombudo Central (R$2,7 milhões), Agrolândia (R$2,6 milhões).

Para aqueles municípios com decreto de emergência, a equalização dos juros por contratação foi de 50%. Ao final do programa, 520 contratos foram realizados em 72 cidades. O recurso total financiado foi de R$ 68,5 milhões. Entre as regiões atendidas, estão o Oeste catarinense com R$ 43,9 milhões contratados para 330 empreendedores (64%), Vale do Itajaí com R$ 12 milhões (88 contratos), seguido do Sul catarinense (R$ 5,5 milhões), Norte (R$ 3,8 milhões) e Serra (R$ 2,8 milhões).

Nova fase do Pronampe SC

O BRDE e o Governo do Estado iniciaram as tratativas para uma nova fase do programa em 2024. A ideia é tornar o Pronampe SC uma ação permanente de ajuda aos micros e pequenos empresários em Santa Catarina. A proposta inclui condições diferenciadas para os municípios com baixo Indice de Desenvolvimento Humano (IDH), além de beneficiar setores como inovação e produtores rurais. Os detalhes da nova fase do programa devem ser divulgados em breve.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito