Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Priscila Zanette: “Uma coisa é estar no banco, outra coisa é ser titular”

Empresária assumiu empresa da família aos 27 anos e contou sua história no Nomes & Marcas
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 07/04/2019 - 11:28Atualizado em 07/04/2019 - 11:38

Formada em Administração pela Unesc e na assessoria da direção da empresa da família, a Transportes Ouro Negro, Priscila Zanette viu seu mundo virar em 180° aos 27 anos, quando, com a morte do pai, teve que assumir os negócios.

Priscila tinha 17 anos quando, ainda estudante, entrou na empresa, onde passou por todas as áreas mais de uma vez. Mesmo com essas passagens, ela afirma que só sentiu o tamanho do desafio quando teve que tomar as rédeas da transportadora.

Atualmente a empresa conta com seis filiais próprias e 20 franqueados atendendo a região Sul e Estado de São Paulo. Quando assumiu, em 2012, eram duas filiais em Criciúma (SC) e São Paulo (SP).

“A gente só sabe o que é quando a gente pega de verdade. Porque uma coisa é a gente estar no banco, outra coisa é ser titular”. Com essa frase ela começou a contar para Adelor Lessa suas experiências no programa Nomes & Marcas, da Rádio Som Maior. O programa foi ar neste sábado (6), ás 10h30, e será reproduzido neste domingo (7), às 12h.

Ouça a entrevista completa abaixo